Logo da CBIC

CBIC`s Agency

14/02/2020

Diretor de regulação do BC aposta em agenda positiva para a construção

Otávio Damaso, diretor de Regulação do Banco Central do Brasil, é um dos convidados para o debate ‘Crédito Imobiliário: juros baixos, mais negócios?’, que será promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), no dia 17 de fevereiro, em São Paulo.

O diretor vai debater sobre como os bancos estão se preparando para atuar no ambiente de juros baixos e como as novas regulações podem beneficiar o setor, dentro do painel ‘Panorama Nacional’. As inscrições são gratuitas. Faça já a sua!

À frente da diretoria do Banco Central desde 2015, Damaso conversou com a Agência CBIC de Notícias sobre regulações realizadas pelo governo, como a portabilidade de crédito imobiliário, e adiantou algumas agendas previstas para 2020, que tem interface com o setor da construção. Confira:

 

CBIC: Quais são expectativas de crédito para 2020? Com a baixa dos juros, mais negócios serão gerados?

Otávio Damaso: O cenário econômico está muito favorável ao desenvolvimento do crédito imobiliário. O governo ao longo do tempo tem feito uma série de ajustes no arcabouço regulatório, facilitando a fluidez dos negócios, principalmente na parte de financiamento imobiliário. Fizemos algumas mudanças ano passado, bem como há dois anos atrás, no arcabouço regulatório e legal e agora, com o cenário macroeconômico, tudo conspira a favor de um desenvolvimento saudável do financiamento imobiliário para 2020 e para os próximos anos, inclusive cada vez mais com uma aproximação entre o mercado bancário e o mercado de capitais.

CBIC: Como o senhor avalia a decisão sobre a portabilidade de crédito imobiliário? Quais as vantagens para o consumidor com essa regulação?

OD: Estamos estudando formas de aperfeiçoar o processo de portabilidade do crédito imobiliário. A vantagem para o consumidor é uma economia em termos de prestação e de custo da sua dívida imobiliária. Então, algumas operações de crédito foram contratadas há dois, três, quatro anos atrás, quando o cenário de juros era diferente, estava num patamar mais alto, e essas dívidas naturalmente são dívidas de mais de 15 anos, que agora com um patamar mais baixo. Assim, a portabilidade do crédito cria as condições para o mutuário fazer uma repactuação daquele financiamento em condições mais vantajosas em relação aos juros, eventualmente trocando de instituição financeira. Se uma instituição financeira oferecer para ele condições melhores em termos de taxa e prazo, naturalmente isso é benéfico para ele e ele tende a migrar. Isso acaba abrindo espaço no orçamento familiar dele, pois se está comprometendo de 20 a 25% de sua renda, com uma transação dessas vai passar a comprometer um pouco menos a renda com o financiamento imobiliário, e isso é muito positivo.

CBIC: Para este ano existe alguma previsão para mudança de mais alguma regulação que incida sobre crédito imobiliário?

OD: O processo de regulação passa por um aperfeiçoamento constante, com uma interação muito grande, proveitosa e saudável com as associações do segmento da construção civil, como a própria CBIC, Sindicatos da Habitação (Secovis), Abrainc [Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias] e por outro lado também com o setor bancário, com a Abecip [Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança]. Inclusive, a interlocução entre eles é muito boa hoje em dia, muito positiva, o que é altamente promissor para o setor e a gente tem algumas agendas que estão em curso. Vamos estudar como a gente pode melhorar ainda mais as operações de home equity [forma de crédito com imóvel de garantia], em termos de facilitar esse processo, operações para agilizar e baratear a questão dos registros de imóveis, que são fundamentais tanto para as operações originais de financiamento imobiliário, como para portabilidade e para o próprio home equity. Então essa é uma outra agenda que a gente está tratando com eles, junto com os registros de imóveis. E também tem uma agenda em comum que é a do registro de recebíveis, ou blockchain, que é uma agenda que a CBIC tem participado, assim como Abecip, que é para aumentar a segurança durante o processo de construção, para que flua de uma forma mais eficaz o recurso para as construtoras realizarem suas obras. Essa é uma agenda que está em curso e acredito que ao longo do 1º semestre deste ano, com ela se concretizando, a gente vai ter alguns resultados interessantes.

A realização do evento faz parte do projeto ‘Melhorias para o Mercado Imobiliário’, realizado pela CBIC com a correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Confira a programação completa:

 

Leia mais

 

Jair Mahl, da Caixa, falará em SP sobre crescimento no setor imobiliário

Presidente da Abecip defenderá juros e prestações que ‘caibam no bolso’

CBIC debaterá aquecimento de mercado imobiliário com capital estrangeiro

Presidente da Captalys contará porque aposta na revolução do crédito

Advogado explicará em SP como estruturar fundos imobiliários

Você sabe o que é home equity? CBIC debaterá o tema em SP, no dia 17/2

CBIC divulga programação do evento sobre Crédito Imobiliário do dia 17/2

Setor discutirá impacto dos juros baixos no crédito imobiliário

 

COMPARTILHE!

Construction Agenda

february, 2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

No Events

Events

Partners and Affiliations

Partners

 
Sinduscon PR – Noroete
Ademi – RJ
Sinduscon-Norte/PR
Sinduscon Anápolis
Sinduscon-Costa de Esmeralda
Sinduscon Sul – MT
Sinduscon-MT
Sinduscon-JF
APEMEC
Ademi – PR
Sinduscon-JP
Ademi – GO
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
X