Logo da CBIC

CBIC`s Agency

04/08/2017

Setor da Construção define prioridades para o mercado imobiliário nacional

Atuação da CII/CBIC terá como foco soluções que possam melhorar o ambiente de negócios das empresas

Um dos maiores desafios para o mercado imobiliário nacional será a convivência da instabilidade política que o país atravessa e o necessário avanço dos indicadores econômicos. Pensando nisso, a Comissão da Indústria Imobiliária da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CII/CBIC) definiu como prioridade para a sua nova gestão, iniciada no último mês de julho, um trabalho focado na busca de soluções que possam melhorar o ambiente de negócios do mercado imobiliário brasileiro. Em entrevista ao CBIC Mais, o presidente da CII/CBIC, economista Celso Petrucci, aborda essa e outras questões, como a necessidade de uma maior segurança jurídica para os incorporadores e compradores de imóveis; ampliação de novas cidades ao Projeto de Indicador Imobiliário Nacional da CBIC, lançado no último mês de maio, em São Paulo, e expectativa do setor no campo do financiamento imobiliário.

Confira a entrevista:

CBIC Mais: Quais são as prioridades da gestão da Comissão da Indústria Imobiliária (CII) da CBIC para esse novo ciclo de atividades? 

Celso Petrucci: Nós da CII definimos como prioridades neste primeiro ano de gestão, as soluções que possam melhorar o ambiente de negócios do mercado imobiliário.

CM: Quais temas terão maior ênfase na agenda da CII?

CP: Padronização de procedimentos cartorários, licenciamento (inicial e final) dos empreendimentos imobiliários e maior disponibilidade de recursos de financiar para empresas e compradores.

CM: Considerando o cenário nacional, qual o maior desafio para o mercado imobiliário neste momento e como a CII pode colaborar com o setor?

CP: Acreditamos que o maior desafio para o mercado imobiliário será a convivência da instabilidade política que o país atravessa e o necessário avanço dos indicadores econômicos. A CII tem um importante papel na interlocução com o Governo contribuindo, na medida do possível, para melhoria do ambiente político e econômico e esclarecendo normas que afetem direta ou indiretamente o setor.

CM: Tema de grande relevância para a indústria imobiliária, a segurança jurídica e ponto relevante na agenda da CII. Qual a expectativa em torno desse tema?

CP: Recentemente foi reformada a Lei da Alienação Fiduciária e acreditamos que haverá uma melhoria significativa em relação aos riscos que ameaçavam o instituto da alienação fiduciária, porém, nada avançamos na questão dos distratos. Será fundamental, em breve, conseguirmos um marco regulatório que traga maior segurança para os incorporadores e compradores de imóveis, sobretudo na planta, para que o compromisso de venda e compra consolide suas características de irrevogabilidade e de irretratabilidade.

CM: Quais os desdobramentos previstos para o Projeto de Indicador Imobiliário Nacional da CBIC?

CP:  Pretendemos agregar mais cidades/regiões do país que ainda não têm pesquisa do mercado imobiliário, além de aprimorar as pesquisas nas praças existentes e ampliar a coleta de dados com outras variáveis de interesse da sociedade.

CM: No momento em que o acesso ao crédito mostra-se mais difícil, qual a expectativa no campo do financiamento do setor imobiliário e como a CII contribuirá na busca de novas soluções nesse campo?

CP: A expectativa é de crescimento dos financiamentos lastreados na Caderneta de Poupança e manutenção daquelas operações do FGTS. Com a melhoria da economia, redução das taxas de juros e inflação baixa, os agentes financeiros voltarão a financiar mais e melhor. Um dos nossos compromissos é de trazer os bancos privados e a Abecip para nossas reuniões bimestrais, além da continuidade das reuniões que fazemos com a Caixa e com o Banco do Brasil habitualmente. Também estaremos atentos à regulamentação da LIG – Letra Imobiliária Garantida que poderá, em médio prazo, ser mais uma alternativa de funding para os financiamentos imobiliários.

CM: Qual a importância do trabalho da CII/CBIC para o desenvolvimento das empresas do setor da construção e, consequentemente, do País?

CP: A Comissão da Indústria Imobiliária é o canal mais rápido e eficaz da CBIC para alcançar nossas entidades e consequentemente as empresas associadas aos nosso Sinduscons, Ademis e Secovi. Compartilhando informações relevantes, as melhores práticas, as alterações e inovações no mercado, estamos certos de que colaboraremos no desenvolvimento das empresas e do país.

COMPARTILHE!

Construction Agenda

october/2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

20octallday22allday1° Evento de Construções Sustentáveis da 9ª Fiema Brasil - Feira de Negócios, Tecnologia e Conhecimento em Meio Ambiente(All Day) Bento Gonçalves - RS

22oct17:0018:30Quintas da CBIC: LGPD e o Mercado Imobiliário17:00 - 18:30 Via Zoom

Partners and Affiliations

Partners

 
Sinduscon – Norte
Sinduscon-JF
Ademi – AL
Sinduscom-SL
Sinduscon-SE
Sinduscon-Joinville
Ademi – DF
Sinduscon-MG
ASSECOB
Sinduscon-Porto Velho
Sinduscon-MS
Sinduscon – Foz do Rio Itajaí
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X