Logo da CBIC

Agência CBIC

20/05/2014

Terceirizar grandes obras pode ser saída para enfrentar a crise econômica

"Cbic"
20/05/2014

DCI – Comércio, Indústria e Serviços

Terceirizar grandes obras pode ser saída para enfrentar a crise econômica

SÃO PAULO

As micro, pequenas e médias construtoras brasileiras devem enfrentar um ano desafiador. A maior dificuldade para conseguir crédito, a inflação em alta e o aumento do custo da construção civil começam a desenhar um cenário complexo para grupos com menos de 15 funcionários.

"Hoje, cerca de 80% das construtoras são consideradas pequenas e médias. Apesar do mercado pulverizado, há uma perspectiva não tão otimista, em que pelo menos 10% das construtoras menores precisem fechar suas portas", previu o professor de macro economia da Universidade Brasília (UnB) Cláudio Rotto.

De maneira similar pensa o presidente do Sindicato da Construção de São Paulo (Sinduscon SP), Sérgio Watanabe. Para o executivo, o mercado para as PME ainda é muito apoiado na terceirização de empreiteiros de grandes obras. "A figura do empreiteiro também cresce. Hoje, as gigantes da construção, ao invés de verticalizar as fases da obra, passam a terceirizar serviços de empresas menores. Isso é bom para pulverizar o mercado", explicou.

No entanto, Watanabe alerta para a falta de profissionalização das empresas menores, além do grande número de empresas informais, que tendem a sentir ainda mais a crise econômica. "Essas empresas precisam ajustar a saúde financeira, obter capacitação fiscal, trabalhista, legislativa, ou elas não terão competitividade."

Para tentar auxiliar esse nicho da construção, o Sinduscon-SP começou recentemente um programa da capacitação. Na opinião do executivo, isso pode trazer novas empresas ao radar das grandes construtoras e movimentar a economia do setor.

A ação do Sinduscon vem em linha com iniciativa do Sebrae Mato Grosso, que este ano lançou o Programa de Desenvolvimento Empresarial (PDE) para capacitar construtoras menores. "O programa visa elevar o nível de gestão das empresas do segmento para que elas se tornem mais competitivas", explica o gestor do PDE para pequenas e médias construtoras do Sebrae em Mato Grosso, Ari Vasconcelos Dantas Jr . O alvo da capacitação são empresas com cerca de cinco anos de atividades e entre 10 e 15 funcionários.

A capacitação foi a saída encontrada pela microempresa goiana Laranjeira Construtora. A empresa passou por uma reformulação financeira para atender, de maneira terceirizada, grandes obras em toda a Região Metropolitana de Goiânia. "Em 2012, nos reestruturamos. O gasto foi de R$ 200 mil, e resultou em crescimento de 25% ao ano", disse José Sérgio Leite, fundador da empresa

A empresa, que terceirizou serviços de revestimento, piso e pintura de empresas como Gafisa, MRV e PDG agora aposta em pequenos contratos com o poder público. "Entramos em 2014 com dois contratos com a prefeitura de Goiânia para construção de escolas e hospitais. O valor não é muito alto, mas é garantido. Foi nossa solução para diminuir o impacto da crise que assola as grandes construtoras no País".

A empresa, que fatura cerca de R$ 5 milhões por ano, conta com nove funcionários administrativos e cerca de 10 pedreiros fixos.

Para o vice-presidente imobiliário do Sinduscon-SP, Odair Garcia Senra, o mercado está mais receoso com novos projetos, mas isso pode ser positivo para melhor regular o mercado. "A demanda ainda existe, mas a tomada de decisão do empresário da construção está mais lenta. Nessa perspectiva, a expertise volta a ser primordial, e só ficará no mercado as empresas que realmente entendem do setor, e não aqueles que quiseram se aventurar no setor pelo mercado em alta", diz.

 


"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Outubro/2020

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

29Out17:0018:30Quintas da CBIC: Cidadania e desenvolvimento: O futuro dos municípios17:00 - 18:30 Via Zoom

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
ASEOPP
SECOVI-PR
Sinduscom-VT
Sinduscon-Vale do Itapocu
SINDUSCON SUL CATARINENSE
SECOVI-SP
AEERJ – Associação das Empresas de Engenharia do Rio de Janeiro
Sinduscon-Norte/PR
Sinduscon-JP
ADEMI-AM
APEOP-SP
Ademi – PR
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X