Logo da CBIC

Agência CBIC

25/11/2010

Técnicas para evitar atrasos e perdas

CBIC Clipping

25/11/2010 :: Edição 015

Jornal Valor Econômico/BR|   25/11/2010

Técnicas para evitar atrasos e perdas

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em convênio com Caixa Econômica Federal (CEF), variou 0,51% em outubro, acelerando 0,16 ponto percentual em relação ao resultado de setembro (0,35%). O acumulado do ano foi 6,34%, contra 4,93% observados em igual período de 2009. Nos últimos 12 meses, a variação foi de 7,26%, enquanto no período anterior o índice ficou em 7,08%.

 O item "materiais" subiu 0,50%, acima da taxa de setembro (0,41%). Mão de obra teve variação de 0,53%, superior à de setembro (0,27%). De janeiro a outubro, a alta dos materiais fechou em 4,26%, acima dos 3,41% de igual período do ano passado, e a mão de obra (9,16%) também teve resultado superior em comparação com período equivalente de 2009 (7,08%).  Nos últimos 12 meses, os materiais tiveram alta de 5,15%, enquanto a mão de obra subiu 10,14%.

 As construtoras também buscam estratégias para evitar ao máximo riscos de atrasos ou perdas de qualidade nas obras. A João Fortes Engenharia trabalha com projetos de pré-moldados que possibilitam que a empresa transforme os canteiros de obras em "fábricas de shoppings". "Com isso, conseguimos minimizar problemas como a dificuldades para a contratação de mão de obra especializada e a locação de equipamentos", diz o diretor nacional de operações da companhia, Wagner Lofare.

 O gerente sênior do Núcleo de Desenvolvimento de Negócios da Racional, Marcos Vicelli, diz que estratégia da empresa é investir na fase de "pré-construção" dos shoppings, enquanto os ajustes finais da contratação das obras ainda estão em discussão. "No período de quatro a cinco meses, enquanto trabalhamos para melhorar os detalhes dos projetos, nós já vamos ao mercado e fazemosumapré-reserva de equipamentos, por exemplo.  Dessa forma, já temos tudo acertado quando iniciamos as obras e reduzimos os riscos de atrasos", diz Vicelli.

 André Marinho de Vasconcelos, da Concremat, ressalta que em qualquer área da construção civil a questão do prazo é essencial, mas neste setor os atrasos geram um problema extra, já que é receita que deixa de ser gerada para os shoppings e os lojistas.

 "Um dos riscos do aquecimento do mercado é o descumprimento dos prazos por parte de construtoras que não estão bem estruturadas. Com o movimento de expansão, a capacidade de gestão das obras passa a ser notória", destaca Vasconcelos. ( P. F.)

"banner"  
"banner"  
"banner"  
"banner"  

 

"Cbic"

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Janeiro/2021

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

22Jan16:0017:30Reunião com a CAIXA: Apresentação Técnica das Melhorias e Respostas às Dúvidas Existentes16:00 - 17:30 Virtual

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
AELO
SECOVI- PB
Sinduscon-RS
Sinduscon-Brusque
Sinduscon – Vale do Piranga
Sinduscon-RN
Sinduscon-MS
Ademi – GO
Sindicopes
Sinduscon-Oeste/PR
ASSECOB
SECOVI-PR
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Tekne Kiralama karın germe Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme retrobet epoksi vaporesso betpark giriş betgaranti kolaybet En iyi casino siteleri diyarbakır escort escort istanbul escort izmir izmir escort
X