Logo da CBIC

Agência CBIC

24/08/2012

Imóveis atraem estrangeiros

"Cbic"
24/08/2012 :: Edição 387

Jornal Correio Braziliense – 24/08/2012

IMÓVEIS ATRAEM ESTRANGEIROS 

O Distrito Federal entrou na rota de investidores imobiliários internacionais. Pelos menos 30 representações estrangeiras visitarão a capital federal para conhecer oportunidades e projetos em que grandes quantidades de recursos são necessários para a construção ou o financiamento de empreendimentos. As reuniões ocorrerão durante o 1º Congresso Internacional do Mercado Imobiliário, que começa na próxima segunda-feira e vai até quinta-feira, no Centro de Convenções.

O presidente do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (Cofeci), João Teodoro da Silva, explica que profissionais de todo o país estarão na capital federal para apresentar aos empresários estrangeiros as principais potencialidades de cada região. Ele detalha que rodas de negócios estão previstas na programação do evento para que seja possível prospectar projetos e recursos.

Na avaliação de Silva, o DF é uma das cidades com potencial de captar recursos para projetos que podem ser desenvolvidos em varias regiões administrativas. "Há um esgotamento de projeções no Plano Piloto, mas as demais cidades podem receber empreendimentos comercias, residenciais e industriais", informa. O presidente do Cofeci afirma que o capital externo é fundamental para dar novo fôlego ao mercado imobiliário nacional. "Ainda temos um deficit de 9 milhões de unidades habitacionais no país. Desse total, 85% são direcionadas a classes de baixa renda. Até 2025, essa quantidade deve chegar a 20 milhões. Por isso, o aporte de dinheiro internacional é necessário", afirma.

Expectativas 

De acordo com o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (Sinduscon), Júlio Cesar Peres, a economia global vive um momento delicado e, nesse contexto, o Brasil se tornou um local interessante e rentável que atrai investimentos externos. Peres avalia que as perspectivas para o mercado imobiliário de Brasília e do país são interessantes, uma vez que a presidente Dilma Rousseff direcionou recursos e projetos para o setor.

"Com a Copa do Mundo e as Olimpíadas nos próximos anos, teremos mais visibilidade", diz. Na avaliação do presidente do Sinduscon, durante o congresso internacional serão discutidas e apresentadas vantagens e contrapartidas necessárias para que os investimentos internacionais cheguem ao país. "Sobretudo as ferrovias precisam de maior atenção. E boa parte da malha passa pelo DF ou por cidades próximas. Com dinheiro, a economia local será beneficiada."

Na opinião do presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do DF (Ademi), Adalberto Valadão, o evento é uma oportunidade para divulgar Brasília e o país para investidores de diversos países. Ele acredita que, ao apresentar as oportunidades existentes no mercado, local e nacional, todos os segmentos da economia serão beneficiados.

Valadão afirma que, sobretudo Brasília, por ser uma cidade nova, com grande potencial de crescimento no setor e uma condição de mercado que eleva os preços dos empreendimentos, tem potencial para atrair investidores. "Esses valores estão atrelados à qualidade de vida que existe aqui. E isso significa que mais empregos serão gerados, mais renda será distribuída e impostos serão arrecadados para o DF."

"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-PA
Ademi – MA
Sinduscon-PB
Sinduscon Chapecó
ASSECOB
Aconvap
Sinduscom-VT
Sicepot-PR
Sinduscon-ES
SECOVI-PR
APEMEC
Sinduscon Anápolis
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
X