Logo da CBIC

Agência CBIC

21/08/2010

Discurso Paulo Safady Simão – Dia Nacional da Construção Social de 2010

Prezados amigos e amigas,


É um grande prazer estar aqui hoje em Manaus e poder participar com vocês das comemorações pelo Dia Nacional da Construção Social.


Este é o quarto ano consecutivo que a Câmara Brasileira da Indústria da Construção e o SESI – com o apoio dos SECONCIs e dos diversos parceiros locais, e com o patrocínio da Votorantim Cimentos – comemoram o Dia Nacional. Este ano, estamos mobilizando empresários e trabalhadores da construção, e seus familiares, em 24 unidades da Federação e esperamos realizar, até o fim do dia, mais de 500 mil atendimentos, com a oferta de 400 diferentes serviços.


O Dia Nacional da Construção Social surgiu como resultado de uma preocupação cada vez maior do nosso setor com os seus profissionais, que são o elemento mais importante dessa indústria, que é uma das que mais cresce no Brasil. Para vocês terem uma idéia, a construção civil emprega hoje, dois milhões e quatrocentos mil trabalhadores formais. Somos, proporcionalmente, o setor da economia que mais gerou empregos com carteira assinada no último ano, com mais de 327 mil novas contratações.


Não é exagero, meus amigos, afirmar que a Construção Civil tem sido um dos principais responsáveis pelo excelente desempenho que a economia brasileira vem experimentando. Para se ter uma ideia, somente em 2008, a cadeia produtiva da construção movimentou cerca de 229 bilhões de reais.


Aqui, no Amazonas, são 20 mil trabalhadores formais e 105 empresas associadas ao Sinduscon. E as expectativas são de que este volume de empregos duplique nos próximos anos por conta das obras da Copa.


Neste contexto, o papel dos trabalhadores da construção é fundamental. Vivemos hoje uma enorme carência de profissionais qualificados, que afeta toda a economia, em particular, o nosso segmento, que é historicamente baseado no trabalho humano. Temos recebido, de praticamente todos os estados, notícias que dão conta da dificuldade que os empresários estão enfrentando para completar seus quadros de funcionários nos canteiros de obras. Precisamos encarar este tema como prioridade, sob o risco de colocarmos este ciclo de crescimento brasileiro em xeque. Os próximos anos são extremamente promissores para o país, com a perspectiva de investimentos recordes em infraestrutura. A realização da Copa do Mundo e das Olimpíadas no Brasil, entre outros grandes projetos em curso no país (como o Programa Minha Casa Minha Vida), colocam como imediata a necessidade de qualificar um grande número de pessoas, que vão do engenheiro ao pintor, do mestre de obras ao azulejista.


Para além disso, vivemos um outro desafio igualmente importante: valorizar a atividade da construção civil junto à população. Precisamos motivar as novas gerações para o trabalho na construção e mostrar a relevância dessa atividade tão digna e vital para o crescimento do país. Essa valorização passa pela melhoria das condições de trabalho, por melhores salários, pelo aumento do nível de escolaridade e pela introdução de novas tecnologias construtivas que despertem o interesse dos mais jovens.


Outra tema importante nesse momento, e que representa uma realidade relativamente nova no nosso setor, é a presença das mulheres nos canteiros de obras. Cada vez mais vemos o aumento da participação feminina nas empresas, o que exige por parte dos empresários e dos trabalhadores, adaptações físicas e mudanças culturais para tornar os canteiros mais adequados para receber essas profissionais. Acreditamos que o ingresso das mulheres pode ser uma forma de ajudar a reduzir a enorme demanda de mão de obra que vivemos hoje no nosso setor.


É por tudo isso, amigos e amigas, que a mobilização nacional que fazemos hoje é tão importante. Como eu já havia dito, vocês são personagens imprescindíveis para este sucesso que a construção civil vive nos últimos anos. E os empresários estão cada vez mais conscientes de que não é possível termos um setor forte, se todos os elos dessa corrente não forem igualmente fortes.


E onde entra o esporte em tudo isso? Por que o esporte foi escolhido como tema principal desta edição do Dia Nacional da Construção Social?


Porque, sem boa alimentação e sem a prática regular de atividades físicas, não há vida saudável. Uma pesquisa recente, feita pelo IBGE, mostra que 71% da população brasileira é sedentária e não pratica nenhum tipo de exercício regularmente. Ao mesmo tempo, vários estudos na área da medicina já comprovaram que a prática de atividades físicas por pelo menos 30 minutos, três vezes por semana, já resultaria em ganhos para a saúde e qualidade de vida. Por isso, estamos chamando a atenção de empresários e funcionários para a importância de estimular a prática esportiva dentro e fora do ambiente de trabalho. Seja a ginástica laboral dentro da própria empresa, a corrida ou a partida de futebol ou vôlei fora do expediente… não importa. É importante que as empresas proporcionem as condições para que os trabalhadores realizem o esporte e, ao mesmo tempo, que os funcionários participem dessas atividades…


Os ganhos são imediatos e rapidamente reconhecíveis: melhoria da saúde, melhoria do ambiente de trabalho, aumento de produtividade… o que representa, ao final, melhoria na qualidade de vida dos trabalhadores e de suas famílias.


Portanto, amigos e amigas, aproveitem este dia que é seu. Utilizem os serviços e atividades de lazer que estão sendo oferecidos a vocês hoje, mas não deixem de pensar nisso: Como colocar o esporte no seu dia-dia? Conversem com seus colegas de trabalho, busquem o apoio da sua empresa, se organizem… Quem sabe um campeonato interno, ou a prática de uma atividade física no começo do expediente? Enfim, o importante é não ficar parado.
 

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Janeiro/2021

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Nenhum evento

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-PA
SECOVI-SP
Sinduscon-RIO
Sinduscom-SL
Sinduscon-Joinville
Sinduscon-RR
Sinduscon-Teresina
Sinduscon-JF
Sicepot-RS
Sinduscon-MT
Sinduscon-RO
Sinduscon – Foz do Rio Itajaí
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Tekne Kiralama karın germe Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme retrobet epoksi vaporesso betpark giriş betgaranti kolaybet En iyi casino siteleri diyarbakır escort escort istanbul escort izmir izmir escort
X