Logo da CBIC

Agência CBIC

27/04/2022

Dados inéditos demonstram em coletiva a pujança do setor da construção na Bahia  

A Bahia responde por 5% do PIB da Construção Nacional e é o maior setor da construção civil no Nordeste – 30% da construção da região está no Estado. São quase 134 mil trabalhadores com carteira assinada, sendo mais de 49 mil em Salvador. A capital baiana responde por 37% do total de trabalhadores com carteira assinada no estado. Os dados foram destaque da coletiva de imprensa conjunta da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e do Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (Sinduscon-BA) nesta quarta-feira (27/04), na sede do sindicato, em Salvador.

“Temos um total de 1,8 milhão de trabalhadores com carteira assinada em todas as atividades na Bahia, sendo 7% na construção civil. Em 2021, o PIB da construção na Bahia cresceu 3,7%. No que se refere a empregos, o Estado foi o segundo com maior geração de novas vagas na construção no primeiro bimestre de 2022 no país”, frisou a economista da CBIC, Ieda Vasconcelos, ao apontar os dados que demonstram a dimensão da importância da Bahia no setor da construção civil nacional.

Também foram apresentados, de forma inédita, dados referentes ao nível de atividade no setor da construção civil na Bahia, que compõem a Sondagem Indústria da Construção da Confederação Nacional da Indústria, realizada com apoio da CBIC. A pesquisa demonstra que a Bahia e a Região Nordeste estão no maior nível de patamar da atividade nos últimos 10 anos.

Comparando mês a mês, no final do 1º trimestre de 2022, o nível de atividade da Bahia supera o nível de atividade da construção do Brasil e da Região Nordeste, o que justifica o resultado de emprego, onde a Bahia é o segundo estado maior gerador de novas vagas na construção civil.

Outro dado inédito apresentado pela CBIC foi referente à capacidade de operação das empresas de construção da Bahia (81%), que superam os resultados do Nordeste (70%) e do Brasil (68%).

Quanto a percepção de incremento no custo da construção, a dos construtores do Estado também é maior, o que é justificado pelo preço médio de evolução dos imóveis.

Vasconcelos destacou que de julho de 2020 a março de 2022, os aumentos de preços de alguns insumos em Salvador, a construção civil convive com fortes elevações em seus custos, como da madeira de chapa de compensado (aumento de 101%), aço (98,58%) e vidro (87,11%), contra a inflação do Brasil em 2021 de 10%.

“A perda da capacidade de compra das famílias está diretamente ligada a esse aumento. Atualmente, a inflação da construção civil é muito maior que a do Brasil, o que resulta na redução de lançamentos de imóveis”, complementou o presidente da CBIC, José Carlos Martins, ressaltado que há uma grande preocupação por parte dos empresários em lançar imóveis e não ter comprador.

“Na série histórica recente, tudo o que foi lançado foi vendido, mas hoje, vender não se traduz em resultado por causa desses aumentos”, confirmou o presidente do Sinduscon-BA, Alexandre Landim.

“A obra de hoje é o contrato de ontem, mas o emprego de amanhã é o contrato de hoje. Ou seja, se a empresa não estiver lançando não repõe a obra, que pode despencar o emprego, por isso, o descasamento da renda com o valor do imóvel é preocupante”, alertou Martins.

Casa Verde e Amarela

Os dados do mercado imobiliário de 2021 foram apresentados pelo CEO da Brain Inteligência Estratégica, Fábio Tadeu, que manifestou preocupação com o programa Casa Verde e Amarela.

Fábio Tadeu alertou que os lançamentos gerais de imóveis cresceram 26%, contra uma queda de 17% no Casa Verde e Amarela na região Nordeste em 2021/2020. No final do ano, houve queda de lançamento e de vedas acima de 50%. “É inequívoco que a região mais afetada pelo aumento de custos foram as regiões Norte e Nordeste, onde o CVA é mais importante”, disse.

Confira:

Apresentação Mercado Imobiliário na íntegra – Fábio Tadeu

Apresentação Desempenho Econômico da Indústria da Construção Civil na Região Nordeste e na Bahia – Ieda Vasconcelos 

Assista a íntegra da entrevista coletiva.

 

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Maio/2022

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
ANEOR
Sinduscon-MT
Sindicopes
Sinduscon Sul – MT
Sicepot-RS
ASEOPP
APEOP-PR
Sinduscon – CO
Sinduscon-Teresina
Ademi – PE
Sinduscon – Lagos
Sinduscon-MA
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
X