Logo da CBIC

Agência CBIC

24/05/2022

Construção está entre os setores da indústria com maior demanda de qualificação

Dados do Mapa do Trabalho Industrial 2022-2025, estudo realizado pelo Observatório Nacional da Indústria para identificar demandas futuras por mão de obra e orientar a formação profissional de base industrial no País, revelam que o estado do Pará precisa qualificar mais de 162 mil trabalhadores em ocupações industriais até 2025.

Entre as áreas com maior demanda por formação está a da construção civil. A meta é qualificar mais de 33 mil profissionais, seja no preparo inicial ou continuado. Com relação ao nível de qualificação mais visionado, está o de ensino técnico, com a necessidade de formar aproximadamente 26 mil novos trabalhadores.

Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção do Estado do Pará (Sinduscon-PA), Alex Carvalho, a construção é um dos setores que impulsiona significativamente a economia estadual e nacional, na qual emprega 97 outras atividades econômicas quando movimentada, sendo 62 na indústria e 35 entre comércio e serviços, em que demonstra que o segmento possui não só potencial de desenvolvimento da região em que atua, como também na geração de emprego e renda para os cidadãos.

“O estudo realizado pelo Observatório Nacional da Indústria vem para provar que todo e qualquer investimento no setor da construção é um investimento que tem um potencial de capilaridade imenso, principalmente na geração de empregos”, disse.

Sobre a meta estipulada para formação de profissionais na construção, o dirigente afirma que a demanda do setor é maior e que a quantidade de vagas a serem preenchidas serão excedidas devido a expressiva necessidade não apenas de mão de obra qualificada, mas também para atender o volume de serviços.

“É com muita satisfação que a gente recebe a informação de 33 mil matrículas. O nosso setor hoje possui um horizonte muito vasto para absorver essa demanda, na qual vamos exceder muito, mas não por uma vontade apenas, mas por uma necessidade que o mercado vai solicitar”, frisou.

Alex Carvalho participou da coletiva de imprensa sobre a divulgação dos dados e avaliação do estudo na segunda-feira (23/05), no Senai Getúlio Vargas, em Belém/PR, juntamente com o diretor Regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Pará (Senai-PA) e do superintendente Regional do Serviço Social da Indústria no Pará (Sesi-PA), Dário Lemos.

(Com informações do Sinduscon-PA)

Agenda de Eventos e Transmissões

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduson – GV
Ademi – SE
ADIT Brasil
Sindicopes
Sinduscon Chapecó
Sinduscon-PE
Sinduscon PR – Noroete
Sinduscon-CE
Sinduscon-Brusque
ASEOPP
Sinduscon-PB
Sinduscon-Teresina
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC