Logo da CBIC

Agência CBIC

02/07/2012

Construção define proposta para as cidades

"Cbic"
02/07/2012 :: Edição 350

Jornal Estado de Minas – 02/07/2012

Construção define proposta para as cidades

 Jorge Luiz Oliveira Almeida O maior evento da indústria da construção do país, encerrado sexta-feira em Belo Horizonte, reforçou um grande avanço da consciência empresarial do setor. Sob o tema "O desafio de pensar o futuro das cidades brasileiras – A sustentabilidade e a inovação no desenvolvimento urbano", cerca de 2 mil empresários, lideranças sindicais patronais e representantes da classe política discutiram os termos de uma proposta que defende um novo modelo de desenvolvimento urbano, fundamentado na vocação de cada cidade e na participação direta da sociedade.
 
 A proposta, coordenada pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Cbic), entidade promotora do 84º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-MG) e o Sindicato da Indústria da Construção Pesada (Sicepot-MG), será apresentada para os candidatos às prefeituras dos municípios brasileiros, que, este ano, disputarão as eleições. Antes disso, ela será compartilhada com as entidades filiadas à câmara em todo o país.
 
 Na realidade, a proposta não surgiu no evento. É resultado de um amplo trabalho da câmara brasileira, que, refletindo uma tendência no próprio setor, tem atuado intensamente com o desafio de pensar novos paradigmas para a atividade da construção no Brasil. A Cbic criou e vem desenvolvendo diversos programas que têm como foco a difusão de um novo modelo de construção, baseado nos conceitos da economia verde, da sustentabilidade ambiental e da promoção do ser humano. Assim, surgiram os programas Construção sustentável, Inovação tecnológica e Sanear é viver, entre outros, que já foram apresentados em edições anteriores do Enic e continuam em plena atividade.
 
 Aliás, foi agindo dessa forma que a Cbic, dentro da Rio +20, com um conjunto de organizações representativas da construção – nacionais e internacionais – propôs ao governo brasileiro e à Organização das Nações Unidas a criação de um grupo de trabalho que seria coordenado pelo Pnuma – Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, com a missão de formular metas de desenvolvimento sustentável para o setor da construção.
 
 Este ano, que coincide com o ano das eleições municipais, a Cbic, em nome de toda a indústria da construção e do mercado imobiliário nacional, quer chamar a atenção para o papel fundamental que as cidades desempenham no contexto da sustentabilidade do planeta. Não foi à toa que um dos momentos reais significativos da Rio+20 foi o encontro dos prefeitos das 40 maiores metrópoles do mundo, que mostraram que a mudança que o planeta espera e precisa começa pelas cidades.
 
 Voltando à proposta, a câmara brasileira defende nela as mesmas premissas inerentes ao conceito de sustentabilidade, isto é, prosperidade econômica, inclusão social e respeito e proteção ao meio ambiente. A entidade defende, em especial, que a sociedade civil organizada seja também protagonista do desenvolvimento, por meio da participação ativa dos cidadãos, e não apenas receptora das políticas públicas.
 
 O documento foi pensado em cima de cinco eixos considerados estratégicos pelo setor: a escuta dos cidadãos; a identificação das vocações das cidades para que seus desenvolvimentos sejam orientados para a direção correta; a busca de referências de desenvolvimento sustentável em cidades de todo o mundo; a governança com eficácia (que implica construção de programas eficientes de cidades sustentáveis); e a criação de mecanismos que assegurem a continuidade desses programas pelos municípios, de forma que eles não fiquem ao bel-prazer do poder público, mas sim da comunidade local.
 
 Como se vê, essa proposta revela uma nova consciência do setor da construção, que não dá mais para ser diferente diante dos rumos que o planeta vem tomando. Mostra a preocupação com os paradigmas para se construir um novo Brasil. Demonstra claramente a percepção de que construir não é apenas edificar cidades. E, principalmente, revela o comprometimento dos seus líderes com o futuro da humanidade.
"Cbic"

 

Agenda de Eventos e Transmissões

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-Joinville
Sinduscon-Vale do Itapocu
Sinduscon – Vale
SECOVI-PR
Sinduscon-AM
Ademi – RJ
FENAPC
Assilcon
Sinduscon-MA
Sinduscon-AL
Sinduscon PR – Noroete
Sinduscon-SP
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC