Logo da CBIC

AGÊNCIA CBIC

21/03/2023

CBIC promove debate sobre descarbonização e financiamento climático

Financiamento climático para a construção e descarbonização foram temas em destaque nesta quinta-feira (16), durante participação da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) na Expo Revestir, em São Paulo. O tema tem provocado debate devido às mudanças climáticas e à necessidade de tornar as cidades mais adaptadas e resilientes.

O crescimento acelerado e desordenado dos municípios, tem contribuído com o agravamento da situação climática nas cidades, segundo pesquisas. De acordo com o estudo do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG), divulgado em 2022, a diminuição de vegetação e o maior asfaltamento estão entre os fatores que contribuem para um aumento da temperatura do ar e gerado mudanças no balanço energético das cidades.

Diante do cenário de mudanças mundiais, para amenizar o avanço do aquecimento global e os impactos gerados pelo setor da construção, tem aumentado a procura e o incentivo aos financiamentos verdes para a construção. Desde 2014, a IFC – International Finance Corporation, membro do Grupo Banco Mundial -, investiu US$ 2,3 bilhões em instituições financeiras em todo o mundo para apoiar a criação de hipotecas verdes ou projetos relacionados à construção verde.

A certificação EDGE (Excelência em Design para Maior Eficiência), desenvolvida pela IFC, também foi apresentada durante a Expo Revestir como uma solução para auxiliar as construtoras a avaliarem formas econômicas de utilizar processos de construção verde em seus projetos. O sistema já é utilizado em mais de 100 países.

Para apresentar as estratégias de descarbonização, a coordenadora técnica do Comitê de Meio Ambiente (Comasp) do Sinduscon-SP, Lílian Sarrouf, apresentou a plataforma “CECarbon”, desenvolvida pela entidade. Segundo ela, atualmente não existem no Brasil meios acessíveis de cálculo de emissões de carbono e consumo energético na construção. Ciente disso, o Sinduscon-SP buscou se aprofundar no tema e desenvolveu uma calculadora de consumo energético e emissões de carbono na construção civil, para facilitar a medição, principalmente, de pequenas e médias empresas, explicou Lílian.

A ferramenta é gratuita e, além de ser um facilitador para as empresas medirem suas emissões de carbono e produzirem seus inventários, a plataforma servirá como geradora de insumos para o setor. “A padronização do processo, além de unir o setor, gera melhores resultados”, disse Lílian.

Nilson Sarti, presidente da Comissão de Meio Ambiente da CBIC, coordenou o debate e destacou a responsabilidade do setor com a sustentabilidade e o valor que a certificação verde agrega às edificações. “A partir de agora, será cada vez mais frequente a exigência de certificação verde. Quando uma empresa tiver essa certificação, será um facilitador para solicitar financiamentos”, concluiu Sarti.

COMPARTILHE!

Junho/2024

Parceiros e Afiliações

Associados

 
Ademi – DF
Ascomig
Sinduscon-AL
Sinduscon Chapecó
Sinduscon – Lagos
Sinduscon-SE
Sinduscon-TAP
Sinduscon-Vale do Itapocu
Sinduscon – Foz do Rio Itajaí
Ademi – AL
Sinduscon-RO
Sinduscon-BNU
 

Clique Aqui e conheça nossos parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 

Parceiros

 
Multiplike
Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea