Logo da CBIC

Agência CBIC

04/06/2012

Agilidade e taxas reduzidas para crescer no crédito imobiliário

"Cbic"
04/06/2012 :: Edição 331

 

Brasil Econômico/BR 04/06/2012
 

Agilidade e taxas reduzidas para crescer no crédito imobiliário

Profissionais do setor afirmam que não é só juro que atrai o consumidor interessado em fazer o financiamento para a compra de imóveis

 Agilidade e redução das taxas são as duas principais armas das instituições financeiras para conquistar mais clientes para o crédito imobiliário. A disputa entre os bancos inclui promessas de liberação rápida do financiamento e juros menores para o cliente que paga em dia.
 No caso do Banco do Brasil, a instituição promoveu uma redução nos juros tanto nas operações dentro do Sistema Financeiro da Habitação (SFH), que contempla imóveis de até R$ 500 mil, como nas linhas destinadas a bens acima desse valor. As taxas menores são para clientes que pagarem em dia, uma espécie de desconto, e os que recebem salário no banco. "Não é só redução de juros. Pela experiência que temos, vamos bonificar a pontualidade e assim a inadimplência será menor, propiciando a queda dos juros", explica o vice-presidente de Negócios de Varejo, Alexandre Abreu.
 O executivo afirma que a redução dos juros e o benefício da pontualidade- que começam a vigorar para as operações contratadas a partir de hoje – fazem parte da estratégia "agressiva" para elevar a participação nesse segmento de crédito.
 A menor taxa efetiva é de 7,9% ao ano mais a variação da TR para clientes que recebam salário no banco, taxa equivalente à cobrada da líder Caixa, que anunciou redução dos juros do crédito imobiliário em abril.
 Atualmente o BB ocupa a quarta colocação e espera chegar ao segundo lugar na virada de 2014 para 2015. Para isso, espera dobrar a carteira de crédito em 2012, chegando em dezembro com um estoque de R$ 14 bilhões desses financiamentos.
 O crescimento almejado pelo BB é muito superior ao planejado pelo mercado. A Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip) projeta avanço de 30% para 2012.
 Na busca por mais clientes, o Bradesco trabalha para acelerar a liberação do crédito. "Nossa operação foi ajustada em termos de velocidade. Nem sempre é só o preço que o cliente olha", explica o diretor de crédito imobiliário do banco, Claudio Borges.
 Ainda assim, o executivo sabe da demanda dos correntistas por juros menores e afirma que, na prática, a operação é finalizada com uma redução de um ponto percentual em relação às simulações disponíveis no site. "No crédito imobiliário as margens são apertadas, mas temos que ser competitivos para não perder cliente."
 O banco espera que a carteira de crédito imobiliário tenha um incremento de 20% neste ano.
 Além de Caixa e BB, outro banco que anunciou reduções dos juros no crédito imobiliário foi o Citibank. 

"Cbic"

 

Agenda de Eventos e Transmissões

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
APEOP-PR
Sinduscon-AM
Sinduscon-JF
Sinduscon Anápolis
Sinduscom-VT
Ademi – PR
Sinduscon-PB
Sinduscon-TAP
Sinduscon-SP
APEMEC
Sindicopes
Sinduscon-SM
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
X