Logo da CBIC

CBIC`s Agency

08/09/2014

Vendas de imóveis crescem 48,81% no primeiro semestre em BH

"Cbic"
08/09/2014

Estado de Minas – Online

Vendas de imóveis crescem 48,81% no primeiro semestre em BH

Nova fonte de financiamento imobiliário vinda do governo é bem-vista no mercado Prática de comercializar imóvel em conjunto vem crescendo no mercado Lagoa dos Ingleses passa por novo ciclo de crescimento e volta a se destacar no setor imobiliário Proposta que limita a garagem a uma vaga por unidade em BH impacta no setor imobiliário Boom imobiliário pós-Mundial estará nas mãos do comprador Levantamento aponta crescimento no crédito imobiliário pelo segundo mês Após 'boom imobiliário' corretores tem que se readaptar à estabilidade do mercado O mercado imobiliário de Belo Horizonte fechou o primeiro semestre em alta quando comparado com o desempenho dos seis meses anteriores. As vendas subiram 48,81%, enquanto os lançamentos tiveram incremento de 81,14%, segundo dados da pesquisa "Construção e comercialização de imóveis", da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead), divulgada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG). Outro indicador positivo do período foi a Velocidade de vendas, cuja média saiu de 6,5% para 7,5%.

 Apesar de o desempenho vir oscilando mês a mês, as perspectivas a partir de agora são de expansão. Segundo o vice-presidente da Área Imobiliária do Sinduscon-MG, Lucas Guerra Martins, o mercado imobiliário não seguiu o ritmo de redução de atividades observado no segundo semestre do ano passado, o que é positivo. Confrontando os primeiros seis meses de 2014 com o mesmo período de 2013, o volume de lançamentos também cresceu — 30,06%, no caso –, mas as vendas no primeiro semestre de 2014 recuaram 15,28% em relação ao mesmo período no ano anterior.

 Os dados, contudo, não contemplam a região metropolitana e, por isso, segundo Bráulio Franco Garcia, diretor da área imobiliária do Sinduscon-MG, não revelam o crescimento total do setor. Em 2010, com a lei que restrigiu o potencial construtivo em Belo Horizonte, houve uma corrida para aprovação de projetos. Nem todos foram aprovados, o que empurrou muitos lançamentos para 2011. Nesse momento, segundo Braúlio, houve um êxodo das construtoras para a região metropolitana, onde as regras eram menos restritivas.

 ACESSE O CLASSIFICADOS DO LUGAR CERTO E VEJA IMÓVEIS PARA COMPRAR EM BH 

 "Este é um mercado que não para. Afinal, em um momento de incerteza econômica o investimento mais seguro é o imóvel, porque o mercado financeiro fica muito incerto" – Braúlio Franco Garcia, diretor do Sinduscon-MG

 Esse melhor desempenho, na opinião de Bráulio, tem suas bases nesse processo da lei. "Quando ela passou a vigorar houve uma baixa de lançamentos. Afinal, restringia muito a construção. Depois veio um período de maturação. Agora que foram absorvidos os impactos da lei começamos a ver um maior volume de lançamentos em 2014", explica. Os imóveis mais procurados são aquelas com valor entre R$ 250 mil e R$ 500 mil, comuns em regiões de expansão como os bairros Castelo, Ouro Preto, Buritis, Estoril, e também no vetor norte, próximo a Venda Nova.

 Apesar do crescimento, Braúlio considera que o mercado continua estável. "Não esperamos decréscimos acentuados nem temos perspectiva de um grande aumento, inclusive por ser um ano atípico. Às vésperas das eleições, é comum uma incerteza dos compradores, que não querem assumir dívidas futuras. Mas este é um mercado que não para. Afinal, em um momento de incerteza econômica o investimento mais seguro é o imóvel, porque o mercado financeiro fica muito incerto. As construtoras têm vários nichos em que investir", defende.

 ALUGUEL

 A oferta de imóveis residenciais para locação também cresceu: 7,68% no acumulado dos sete primeiros meses de 2014, de acordo com pesquisa mensal realizada pela Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG) juntamente com o Ipead da UFMG. Já a oferta de imóveis comerciais para locação aumentou 3,91% de janeiro a julho, e no acumulado dos últimos 12 meses o índice chega a 54,34%. Para Jamerson Leal, diretor da área das corretoras de imóveis da CMI/Secovi-MG e proprietário da Leal Netimoveis, o mercado de aluguel deve, inclusive, crescer mais que o mercado de vendas. E as perspectivas para o segundo semestre são melhores queo primeiro, muito impactado pela Copa. "Foi acabar o campeonato para a demanda aumentar 35% na minha imobiliária", comenta.

 Acompanhe também o Lugar Certo pelo Twitter Tags: mercado imobiliário primeiro semestre vendas imóveis crescimento bh 2014



"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Construction Agenda

october/2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

No Events

Partners and Affiliations

Partners

 
Sinduscon-MT
Sinduscon-Pelotas
Sinduscon-RS
Sinduscom-VT
Sinduscon-Joinville
ASSECOB
Sinduscon-RR
Sinduscon – Vale do Piranga
Sinduscon-AL
APEMEC
Sinduscon-SE
ADIT Brasil
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X