Logo da CBIC

Agência CBIC

05/12/2012

Venda de material de construção deve ter alta de 3,5% no ano

"Cbic"
05/12/2012

DCI – Comércio, Indústria e Serviços/SP

Venda de material de construção deve ter alta de 3,5% no ano

Paula Cristina
 Com a previsão de crescer 3,5% no ano, a venda de material de construção deverá seguir forte no próximo ano. A perspectiva da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) é que o setor siga em ritmo acelerado em 2013 e cresça 6% ano que vem. "Com estes números, o setor tende a bater a meta e fechar o ano com 3,5% de crescimento sobre 2011", revela Cláudio Conz, presidente da Anamaco.
 O executivo lembrou ainda que a perspectiva é que o setor movimente R$ 53,82 bilhões até o fechamento de dezembro. "Ainda esperamos um bom movimento nas lojas na primeira quinzena de dezembro relacionadas às festas de fim de ano, pois as pessoas querem arrumar a casa para as festas", diz.
 A expectativa do executivo é de que o setor conquistará um crescimento ainda mais consolidado ano que vem. "Continuamos com uma expectativa muito positiva para dezembro, o que já nos permite prever um primeiro semestre 4% superior ao mesmo período de 2012 e um segundo semestre 7,5% acima do deste ano, portanto o crescimento previsto para 2013 é de 6% sobre 2012", disse.
 Na pesquisa mensal da Anamaco a entidade apurou alta de 3,9% das vendas de material de construção em novembro, ante ao mês de outubro. Na comparação novembro de 2012 sobre novembro de 2011, as vendas tiveram um incremento de 2,3%.
 A Região Nordeste foi a que mais cresceu – cerca de 44% dos lojistas da região apresentaram incremento de vendas de 10% a 20%, seguida pela Região Norte, onde 40% dos varejistas tiveram o mesmo desempenho. Já a Região Sudeste registrou aumento de vendas para 28% dos lojistas.
 Ontem Conz, que é membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República e do Conselho Curador do FGTS, esteve no evento em Brasília onde a presidente Dilma Rousseff e o ministro Guido Mantega anunciaram desoneração na folha de pagamento das construtoras, além de anunciarem o balanço do programa Minha Casa Minha Vida. "A contratação de 2 milhões de unidades do Minha Casa Minha Vida dará um fôlego suplementar ao nosso setor em 2013 e 2014. Do ponto de vista da cadeia produtiva, o programa foi de fundamental importância para manter a economia do País aquecida", finalizou.
 Leia mais na página A4
 –
 2013 FORTE
 "Esperamos que o primeiro semestre de 2013 seja 4% superior a 2012 e um segundo semestre 7,5% acima do deste ano"
 CLÁUDIO CONZ
 PRESIDENTE DA ANAMACO

 

 
"Cbic"

 

Agenda de Eventos e Transmissões

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-RR
Sinduscon PR – Noroete
Sinduson – GV
SECOVI-SP
FENAPC
Sinduscon-Vale do Itapocu
Sinduscon-PR
Sinduscon Sul – MT
Sinduscon-SE
Ademi – DF
Sinduscon-AC
ADEMI – BA
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC