Evento 92° ENIC 2020 - 100% Online | Inscreva-se já!
Logo da CBIC

Agência CBIC

20/10/2020

UTE Porto de Sergipe I reforça importância de soluções inovadoras para a engenharia

Cumprindo o objetivo de demonstrar que uma boa engenharia, associada a uma boa gestão, pode fazer o sucesso de um projeto, a Comissão de Obras Industriais e Corporativas da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (COIC/CBIC) realizou nesta terça-feira (20), com transmissão online pelo YouTube, o evento Caminhos para valorizar a engenharia no país, com a apresentação do case da maior Usina Termoelétrica a gás do hemisfério sul, a UTE Porto de Sergipe I, em Barra dos Coqueiros, exemplo de modularização como solução inovadora de engenharia.

“O mercado de obras industriais e corporativas responde por aproximadamente 1/3 do PIB da indústria da construção, o que representa 85 bilhões de reais a cada ano e reforça o trabalho da COIC de elevar a maturidade das empresas que atuam no segmento de obras industriais e corporativas e aumentar o nível de sucesso na implantação dos projetos”, salienta o presidente da COIC/CBIC, Ilso José de Oliveira. 

A GE Power, contratada na modalidade “chave na mão”, foi a empresa responsável pela engenharia, fabricação e instalação de todos os equipamentos da planta do projeto da UTE Porto de Sergipe I.

Ao apresentar o case, o diretor de Produtos da empresa, John Ingham, desmistificou a ideia de que as termoelétricas são caras e poluentes. “As térmicas modernas eliminariam a bandeira tarifária vermelha no país e elas são 90% menos poluentes quando comparadas às usinas movidas a óleo e a diesel”, destacou, reforçando que elas utilizam a turbina à gás 7HA.03, com mais eficiência, menos emissões e mais segurança energética.

“A UTE representa o consumo de 20 milhões de brasileiros e Sergipe pode ser o 2º maior gerador do Nordeste”, menciona Ingham.

Com investimento de R$ 6 bilhões e potência de 1,5 GW, o equivalente a 15% da demanda do Nordeste, a operação comercial da UTE Porto de Sergipe I teve início em janeiro deste ano, por um período de 25 anos (2044). Em números, o projeto resultou na contratação de 4 mil pessoas da região, qualificadas e empregadas pelas 160 empresas de Sergipe que fornecem produtos e serviços, além de R$ 60 milhões em impostos arrecadados pelo município de Barra dos Coqueiros até 2020.

Na avaliação do diretor de Projetos da GE Power, Adriano Cezário, um dos grandes desafios do projeto foi a logística. “Trabalhamos como um relógio suíço para montar um lego. A questão de logística foi importante desde o início da fase de concepção do projeto. A modularização tem o lado positivo, porque consegue ganhar tempo e recuperar atrasos com a licença de instalação, mas tem o desafio logístico que não pode ser ignorado”, frisa.

“Engenharia, fabricação, logística e montagem foram pensados e executados como um lego, gerando benefícios e obviamente muitos desafios em um país onde infraestrutura ainda tem muito que melhorar”, realçou Cezário.

Projeto abrange aspectos de engenharia e responsabilidade social e ambiental

Com a participação de cerca de 100 empresários e profissionais ligados ao mercado de obras industriais e corporativas, a mesa virtual do debate que abordou pontos do case apresentado contou com as presenças de vice-presidentes de áreas da CBIC e de representantes de empresas que participaram do projeto.

“Uma cultura organizacional forte, como a da GE, é capaz de fazer acontecer, ao lado de uma tecnologia imponente e visionária”, destacou a presidente da Comissão de Responsabilidade Social (CRS) da CBIC, Ana Cláudia Gomes, ao ressaltar o desafio da gestão de pessoas e da cadeia produtiva, da contratação da mão de obra local e das estratégias adotadas para o relacionamento com a comunidade do entorno.

Ao apontar a grandiosidade da obra e da modularização, o presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA) da CBIC, Nilson Sarti, reforçou a importância da discussão da valorização da engenharia.  “A valorização da engenharia é muito importante nos dias atuais para mostrar o que a engenharia faz”, mencionou.

“Temos orgulho de dizer que conseguimos concluir os serviços no projeto da UTE Porto de Sergipe I com mais de 70% da mão de obra da região”, sublinhou o diretor de Infraestrutura da HTB Engenharia e Construção, Helio Mazzilli, responsável pela fundação e base das obras de concreto.

“O projeto é fascinante. Ter participado o UTE Porto de Sergipe I foi uma marca na história da Montcalm. Para mim, o sucesso do projeto está na gestão de escopo, prazo, custo, qualidade, capital humano e dos riscos. Houve muito estudo, planejamento, integração e comunicação entre as empresas”, disse o diretor da Montcalm Montagens Industriais, Oscar Simonsen, além da preocupação com o capital humano.

“Na minha opinião, o projeto da UTE Porto Sergipe I é a perfeição da engenharia e do planejamento”, ressaltou o presidente da Milplan Engenharia, Leonardo Mendes.

“Modularização é o sucesso, é o futuro, uma alternativa para os grandes projetos, complexos e com várias interfaces”, diz, o presidente da GTEC Consultoria, Galib Chaim, ressaltando a importância da observância às questões ambientais, sociais e de sustentabilidade.

Modularização

Na avaliação de Adriano Cezario, para deslanchar a modularização no País, os principais pontos a serem resolvidos são os da infraestrutura, do Custo Brasil e da burocracia. “Temos uma carência muito grande de infraestrutura e o custo Brasil inviabiliza muitos negócios no país.  Além disso, infelizmente temos grandes barreiras como a dos impostos, da qualificação, dos prazos e da produtividade”.

Já o diretor de Produtos da GE alertou para a questão da montagem da planta. “Tempo em campo é mais caro e gera problema de qualidade e gestão”, diz John Ingham.

A iniciativa integra o projeto ‘Fortalecimento das Empresas de Obras Industriais e Corporativas’ da Comissão de Obras Industrias e Corporativas (COIC) da CBIC, com a correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

 

https://youtu.be/FB9DKr2NmYk

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Dezembro/2020

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

02Dez(Dez 2)14:000319:0092º ENIC - Encontro Nacional da Indústria da Construção14:00 (2) - 19:00 (3) 100% Online

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-Caxias
Sinduscon-TO
ADEMI-AM
Sinduscon-PB
Sicepot-RS
Ademi – ES
Sinduscon – Lagos
Sinduscon-MA
Sinduscon-AL
ADIT Brasil
Ademi – SE
Sinduscon-Extremo Oeste
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X