Logo da CBIC

CBIC`s Agency

15/04/2014

SETOR IMOBILIÁRIO Entre os grandes grupos, a inovação está no produto final, para atrair clientes

"Cbic"
15/04/2014

DCI Online

SETOR IMOBILIÁRIO Entre os grandes grupos, a inovação está no produto final, para atrair clientes

Tweetar SÃO PAULO

Implementar inovações tecnológicas é aposta dentro das construtoras brasileiras. Entre as pequenas e médias, novas ferramentas podem diminuir custos operacionais – através de aplicativos que otimizem tempo e reduzam custos. Para as grandes a inovação aparece já para o consumidor final, com empreendimentos que abusem do uso de novas tecnologias.

"A tecnologia precisa pertencer a toda empresa de construção. Independentemente do porte. Entre as pequenas e médias, o uso de novas ferramentas de inovação é essencial para dar competitividade. Aplicativos simples e, muitas vezes gratuitos, como os que controlam estoque de material de construção, pode render uma economia de até 20% dentro do canteiro de obras", diz o engenheiro civil e professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Sérgio Lira Menezes.

Exemplo de uso de tecnologia com resultados positivos, a construtora mineira Sodré conseguiu reduzir em 50% o desperdício de materiais dentro da obra. "A solução foi simples e gratuita. Com o Sebrae-MG nós começamos a empregar o uso e novas tecnologias dentro da obra e, através da compra de alguns tablets, aumentamos o controle interno", diz o presidente da empresa, Ronaldo Sodré.

O executivo explica que a aceitação não foi rápida por parte dos trabalhadores. "Não é simples explicar para o trabalhador da obra que há soluções tecnológicas que são mais efetivas do que o controle manual anterior", disse ele, lembrando que o investimento da empresa para a ação não chegou a R$ 10 mil.

Entre os aplicativos usados pelo empresário está o Aplicações Comerciais, que pode ser baixado gratuitamente na internet. "O aplicativo tem versões para estoque, para engenharia, para recursos humanos. Todos eles facilitam a vida do empresário, que também pode checar as informações de qualquer lugar, através do celular", finalizou.

Quem também encontrou um aliado na tecnologia foi a Construtora Marques. Segundo o gerente de marketing e vendas da construtora, Vítor Marques, um dos pilares da empresa é a inovação. "Temos um grande foco em planejamento, controle e monitoramento da produção", disse.

Marques detalha que, pequenas inovações no canteiro podem gerar entre 2 a 3 meses de antecedência no prazo da obra. "Isso é representativo em termos de custo."

Outro tipo de aplicativo que pode melhorar a vida do empresário diz respeito a responsabilidades fiscais e contábeis. Para atender justamente essa demanda a Mega Sistemas Corporativos foca em novos clientes, entre construtores, empresas de logística, agronegócios e serviços. Ano passado, a empresa cresceu 11,8% em faturamento, e a perspectiva é crescer outros 15% este ano. "Vamos explorar de maneira mais agressiva o potencial do Rio de Janeiro e Minas Gerais", diz o sócio-fundador e Diretor Comercial, Walmir Scaravelli.

A empresa que nasceu em Itu (SP) faturou R$ 65,8 milhões no ano de 2013, alta de 11,5% ante a 2012, com destaque para a grande demanda por serviços referentes à obrigações fiscais com Sped.

Consumidor

O uso de tecnologia também pode ser um diferencial de venda. Segundo uma pesquisa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o brasileiro está mais inclinado a escolher empreendimentos residenciais que adotem alguns pontos de inovação, estando dispostos a pagar mais por isso.

Segundo a pesquisa, os consumidores apontaram a economia (30,2%), segurança (16,3%), conforto (4,9%) e fatores sustentáveis/ecológicos (4,1%) como as inovações tecnológicas mais lembradas em um imóvel.

De acordo com o CBIC, no que se refere à inovação tecnológica, os itens apontados como mais importantes pelos entrevistados foram a racionalização de energia (21,4%), alarme elétrico (12,7%) e racionalização de água (12,1%).

Considerada quatro vezes a empresa mais inovadora da construção pela AT Kearney, a Tecnisa também está de olho em inovações. Dessa vez, a aposta da empresa é o uso de drones – ou Veículo Aéreo Não Tripulado (Vant) – para filmar e fotografar o andamento das obras. "A Tecnisa está alinhada com o que é tendência no mercado. É esse olhar que permite a companhia inovar e trazer o pioneirismo de outras áreas para a construção civil", explica o diretor de Marketing e Ambientes Digitais da empresa, Romeo Busarello. Segundo o executivo, os primeiros testes foram feitos no Jardim das Perdizes, em São Paulo. "Com a implementação do drone o cliente receberá mensalmente o registro das obras, personalizado conforme a unidade de cada comprador."

 


"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Construction Agenda

october/2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

No Events

Partners and Affiliations

Partners

 
Ademi – AL
Sinduscon – Foz do Rio Itajaí
Sicepot-PR
Sinduscon-SF
Sinduscon-BA
Sinduscon – Grande Florianópolis
Sinduscon-BC
Sinduscon-RO
Sinduscon-Costa de Esmeralda
Sinduscon-PE
Sinduscon-MT
Sinduscon – Vale do Piranga
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X