Logo da CBIC

Agência CBIC

08/11/2010

Selo criado na Inglaterra chega ao Brasil

CBIC Clipping

07/11/2010 :: Edição 004

Jornal O Globo|   07/11/2010

Selo criado na Inglaterra chega ao Brasil

Carioca é a primeira representante da América Latina de entidade certificadora

 Já comum na Europa e na Ásia, a certificação verde Breeam chega agora ao Brasil. A sigla, em inglês, significa Método de Avaliação Ambiental do Building Research Establishment (BRE), instituição inglesa responsável pela criação do selo. O Breeam, criado em 1992, chega pelas mãos da arquiteta carioca Viviane Cunha, a primeira representante na América Latina do BRE.

 – Embora o selo ainda não seja muito conhecido por aqui, ele é o que tem o maior volume de edifícios certificados no mundo. São 110 mil, enquanto o selo Leed (sigla em inglês para Liderança em Energia e Design Ambiental), concedido pelo Green Building Council (GBC), tem cerca de 20 mil – afirma Viviane.

 A diferença para os demais selos, explica a arquiteta, é que o Breeam foi estruturado a partir da prevenção de riscos e da preservação dos recursos naturais, ao passo que garante conforto e qualidade de vida para os usuários das construções certificadas, bem como para o seu entorno.

 – As outras certificações demonstram a mesma preocupação em harmonizar a relação entre impactos socioambientais e as necessidades dos moradores, mas focam mais na remediação de desastres – diz Viviane.

 Os critérios avaliados são organizados em nove categorias: gerenciamento, energia, água, transporte, materiais, poluição, saúde e bem-estar, uso da terra e ecologia e resíduos. Mas cada país dispõe de um modelo próprio, feito sob medida para atender suas demandas.  Por aqui, o primeiro projeto a ser certificado pelo Breeam é o de um condomínio de casas em Pedro do Rio, na Região Serrana do Rio.

 – A metodologia do selo para edifícios na Inglaterra é diferente da usada, por exemplo, nos Emirados Árabes. Existem critérios distintos para as condições encontradas em cada lugar. E, por ser um país de dimensões continentais, o Brasil ganhou modalidades diferentes para cada região – explica Viviane.

 A arquiteta destaca que estudos da União Europeia têm mostrado que a construção civil é um dos setores que mais causam impactos negativos ao meio ambiente. Segundo dados do Worldwatch Institute, ele consome 40% das pedras e da areia e 25% da madeira extraída em todo o planeta. Isso sem contar que o setor responde ainda por 40% da energia e por 16% da água consumida em todo o mundo.

 – Ou passamos a construir de forma sustentável ou em pouco tempo todos os recursos naturais estarão esgotados – diz Viviane, que desenvolve projetos de cunho ambiental, como o que participou de um concurso do IAB-SP para habitações de baixa renda e o de uma casa que está em construção em Teresópolis

"banner"  
"banner"  
"banner"  
"banner"  

 
"Cbic"

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Janeiro/2021

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Nenhum evento

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-BC
Sinduscon PR – Noroete
Sinduson – GV
Sinduscon-RS
Sinduscon-Mossoró
Sinduscon-Teresina
Sicepot-RS
SECOVI-SP
Sinduscom-VT
Sicepot-PR
Ademi – SE
Sinduscon – Foz do Rio Itajaí
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Tekne Kiralama karın germe Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme retrobet epoksi vaporesso betpark giriş betgaranti kolaybet En iyi casino siteleri diyarbakır escort escort istanbul escort izmir izmir escort
X