Logo da CBIC

Agência CBIC

10/11/2021

Pesquisa inédita da CBIC revelará gargalos do segmento de obras industriais

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) iniciou uma pesquisa inédita, em nível nacional, sobre os gargalos de produtividade, inovação e competitividade no segmento de obras industriais e corporativas.

Na avaliação do presidente da Comissão de Obras Industriais e Corporativas (COIC) da CBIC, Ilso de Oliveira, o maior impacto da pandemia da Covid-19 foi no resultado das empresas em termos de lucratividade. “Houve um acréscimo substancial nos custos de produção em parte pela necessidade de adequação dos processos operacionais e em parte pelo desabastecimento e aumento do custo de insumos”, frisou.

Os resultados da pesquisa guiarão a COIC/CBIC quanto às suas diretrizes para os próximos anos, tentando aprimorar cada vez mais o segmento.

O propósito da CBIC é formatar um banco de dados contemplando informações relevantes para o segmento de obras Industriais e corporativas. Segundo o presidente da COIC/CBIC, Ilso José de Oliveira, o projeto foi dividido em duas etapas. A primeira de identificação das maiores necessidades e a segunda a formatação do banco de dados propriamente dito. Os resultados obtidos na pesquisa serão norteadores para a continuidade do projeto.

Coordenado pela Somatório Inteligência, o estudo contará com entrevistas de até 200 empresários do segmento, que poderão contribuir de forma anônima e confidencial.

Na avaliação de Ilso de Oliveira, a amostra de 200 empresários é um número bem representativo e nos dará um mapeamento das necessidades e pensamentos do setor muito próximo da realidade. “Se conseguirmos obter a participação de duzentos empresários atuantes no segmento seguiremos em frente com o projeto muito confiantes de levar uma bela contribuição às empresas”, frisou.

Trata-se de uma pesquisa simples, baseada na aplicação de um questionário estruturado, contendo questões definidas pela CBIC para detectar as percepções de fatores críticos de produtividade e oportunidades de “destravamento” do setor a serem discutidas e propostas no âmbito da entidade.

Segundo Luciana Guerra, da Somatório Inteligência, uma eventual dificuldade pode ser conseguir contatar os principais executivos das empresas que tenham disponibilidade para contribuir com suas visões estratégicas.

Por isso, os empresários podem se voluntariar para a pesquisa. “O importante para nosso trabalho é fazermos o correto enquadramento, para identificarmos se trata de executivo com esta visão estratégica dentro de empresas efetivamente envolvida com projetos de construção industrial e corporativa”, frisou Luciana Guerra.

Guerra lembra que os nomes dos empresários/empresas não serão divulgados, conforme enunciado da pesquisa. “Em conformidade com códigos de ética nacionais e internacionais que regem a atividade de pesquisa de mercado, a Somatório Inteligência se compromete a utilizar as informações obtidas apenas com a finalidade de compor uma análise do setor como um todo, não tratando os resultados de forma individualizada nem identificando em nenhum momento as respostas aos seus respondentes.”

Os resultados gerais serão publicados pela COIC/CBIC, na reunião do dia 14/12.

Para participar voluntariamente da pesquisa, basta o empresário preencher o formulário: https://brasil.cbic.org.br/pesquisa-coic-gargalos-obras

A pesquisa tem interface com o projeto Fortalecimento das Empresas de Obras Industriais e Corporativas da Comissão de Obras Industriais (COIC) da CBIC, com a correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Agosto/2022

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
SINDUSCON – SUL
Sinduscon-Joinville
ADEMI – BA
Assilcon
Sinduscon-PR
ASBRACO
Sinduscon-RS
Sinduscon-RR
Sinduscon PR – Noroete
Sinduscon-BA
Sinduscon-TO
SECOVI- PB
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
X