Logo da CBIC

CBIC`s Agency

26/03/2015

Para setor de construção, impacto da Lava Jato no desemprego foi pequeno

"Cbic"
26/03/2015

UOL Notícias – 26 de março

Para setor de construção, impacto da Lava Jato no desemprego foi pequeno

Carlos Madeiro Do UOL, em Maceió

O presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), José Carlos Martins, acredita que a operação Lava Jato teve impacto pequeno na queda do número de empregos no setor e credita as demissões basicamente à crise econômica e ao atraso no pagamento às empresas pelo governo federal.

Entre outubro e fevereiro, foi registrado um saldo negativo de 250 mil  empregos formais na construção civil.

"O que começou a acontecer é que, em meados de agosto do ano passado, o governo passou a atrasar a fatura. E como não tenho fôlego para tocar a obra, eu tiro o pé do acelerador. Além disso, houve também o fim das obras da Copa, que impactaram nesses números", afirmou Martins.

Para o líder do setor, a Lava Jato deve responder por apenas 10% das demissões. A crise, segundo Martins, vem do momento de estagnação econômica do país.

Segundo entidade, Lava Jato vai ampliar concorrência

Para Martins, a operação Lava Jato deixará ao menos um ponto positivo: uma maior concorrência entre empresas para realizar as obras.

"O que a gente quer é que exista uma participação maior das empresas, abra mais para outras construtoras. O simples fato de sempre escolher por meio de carta-convite é absurdo. Todo mundo tem de participar, tem de haver transparência. Se tivesse seguido a Lei de Licitações, e não o regimento interno, nada disso teria ocorrido", disse.

Até a operação Lava Jato, a Petrobras se negava a seguir a lei de licitações e escolhia sempre as empresas, que davam propostas para determinada obra. O menor preço vendia . Segundo a CBIC, R$ 84 bilhões foram contratados por meio dessa modalidade.

"Tenho certeza de que isso agora vai mudar. Entendo que, às vezes, é preciso criar exceções. A carta-convite é para obras de até R$ 150 mil. A ideia dela é ter obra rápida, emergencial. Mas não poderia virar regra", disse.

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Nelson Barbosa, disse que os pagamentos devem voltar a ser feitos dentro de um cronograma normal em breve.

"Já estamos trabalhando com todos os ministérios, fazendo levantamento de todos os restos a pagar, Estamos pagando todos os compromissos do governo no prazo adequado. Isso pode gerar alguns atrasos, localizados, mas o compromisso do governo se manter de pagar todas as obras que foram concluídas e medidas. Obviamente, isso está seguindo o cronograma de execução orçamentária. A previsão depende de cada ministério", afirmou.

"Já estamos trabalhando com todos os ministérios, fazendo levantamento de todos os restos a pagar. Isso pode gerar alguns atrasos localizados, mas o compromisso do governo se mantém em pagar todas as obras que foram concluídas e medidas. Obviamente, isso está seguindo o cronograma de execução orçamentária. A previsão de pagamentos depende de cada ministério", afirmou.

(Colaborou Leandro Prazeres, em Brasília)  



"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Construction Agenda

october/2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

No Events

Partners and Affiliations

Partners

 
SINDUSCON SUL CATARINENSE
Sinduscon-Caxias
Ademi – RJ
Sinduscon-SE
Sinduscon-RS
SECONCI BRASIL
Sinduscon-AP
Sinduscon-SF
APEOP-PR
Sinduson – GV
Ademi – DF
Sinduscon-MS
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X