Outubro Rosa: um toque que pode salvar vidas

O câncer de mama é a primeira causa de morte por neoplasia entre brasileiras, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), mas 95% dos casos da doença, segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), têm chances de cura, se detectado no começo. Como a prevenção, por meio da realização do autoexame é ainda a melhor forma de combate ao problema, o Serviço Social da Indústria da Construção no Estado de Goiás (Seconci-GO) leva o tema ao setor da construção para que homens sejam multiplicadores dessa conscientização.

O Seconci-GO está realizando uma série de palestras gratuitas para os trabalhadores da construção civil em Goiânia. A ação teve início no último dia 5 e prossegue até o dia 31 de outubro. Serão visitadas 12 obras e sedes administrativas de empresas associadas ao Seconci Goiás. Ao todo devem participar das palestras mais de 1.000 trabalhadores da construção.

“Falamos para os homens que se cuidem, já que o câncer de mama também acomete eles, embora a ocorrência da doença no público masculino seja rara, mas também para que eles sejam multiplicadores em sua família, pois certamente terão mulheres em seu círculo de convivência”, explica a enfermeira Nara Borges Ferreira, convidada pelo Seconci Goiás para levar o tema às empresas do setor da construção na capital.

Especialista em obstetrícia, enfermagem do trabalho, saúde pública e estratégias de saúde da família, Nara diz que muitas pessoas ainda têm medo e vergonha de se tocarem para fazer o autoexame. “Durante minhas palestras percebo claramente que as pessoas se sentem constrangidas ao falar sobre a realização do toque nas mamas, falta autoconfiança principalmente nos homens, mas também em mulheres. Existe muito medo de um possível diagnóstico, do preconceito”, revela ao destacar a importância de se falar sobre o assunto abertamente durante a Campanha Outubro Rosa, mas também constantemente ao longo do ano.

Para tratar desse assunto tão sério, Nara Borges e sua equipe adotam a estratégia do humor. Ela conta que durantes suas palestras usa adereços e cria personagens para ensinar a forma correta de realizar o autoexame, inclusive para homens. “Precisamos nos tocar. Nosso lema nas palestras é: eu me amo, tenho família, quero viver”, conta Nara.

Ela orienta que, em caso de diagnóstico positivo, o paciente deve procurar ajuda de um profissional médico. Em sua palestra a enfermeira também oferece informações sobre a incidência da doença, os principais sinais do problema, sobre a anatomia da mama e os fatores de risco.

Compartilhe!

Eventos

 
 

Agenda da Construção

Dezembro, 2018

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

12Dez(Dez 12)09:001418:30PROJETO PILOTO - BIM COLABORATIVO - SOLUÇÕES BIM - PARTE 1

Núcleo de Seguros

 
Convenio de Seguros
 

Afiliações

 
CICA
FIIC
CNI
 

Publicações

Clique aqui para acessar todas as publicações da CBIC.

Parceiros

Clique aqui e conheça os parceiros da CBIC.

X
/* ]]> */