Logo da CBIC

Agência CBIC

10/05/2012

Na véspera das mudanças, poupança recebe r$ 1,8 bilhão

"Cbic"
10/05/2012 :: Edição 313

 

O Estado de S. Paulo/BR 10/05/2012
 

Na véspera das mudanças, poupança recebe r$ 1,8 bilhão

Movimento de depósitos foi intenso nos dois dias que antecederam o anúncio das novas regras para as cadernetas

 Os dias finais da velha poupança foram animados.Coma expectativa de mudanças das regras, brasileiros foram aos bancos. Mas, ao contrário da possibilidade de saques em massa, prevaleceram os depósitos e R,8bilhão foi investido nos dois últimos dias, o que garante o antigo – e maior – rendimento a esses clientes. Só em 3 de maio, o último dia, as aplicações somaram R$ 1,06 bilhão.
 Agora, R$ 435,59 bilhões têm garantida a remuneração antiga, composta pela Taxa Referencial acrescida de juro mensal de 0,5% até que haja saque. O movimento foi considerado normal pelo Banco Central.
 Dados do BC mostram que a atração de investidores nos dias que antecederam as novas regras foi bem superior ao visto em outros meses.
 Na comparação com os dois primeiros dias de abril, por exemplo, o poder de atração das cadernetas aumentou 338%, já que em igual período do mês anterior as contas receberam R$ 411,7 milhões em novas aplicações. Se a comparação for com igual período de maio de 2011, o salto dos depósitos é de 94%.
 A poupança foi um dos temas tratados pelo diretor de administração do BC, Altamir Lopes,em reunião reservada ontem no gabinete da presidência da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara. Segundo o Estado apurou, o diretor afirmou aos parlamentares que o BC não observou qualquer "movimentação atípica" no período que antecedeu à alteração das regras da poupança. Ou seja, ainda que mais forte, o movimento ocorreu dentro do normal.
 Projeto futuro. Aos parlamentares, o diretor negou que a mudança das regras da poupança seja um prenúncio de que o juro básico vai necessariamente cair na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), marcada para os dias 29 e 30 de maio.
 O diretor não quis atrelar uma matéria à outra. "É um projeto futuro", limitou-se a dizer aos deputados. O mercado financeiro, porém, discorda e já prevê taxa Selic de 8% em dezembro. Atualmente, está em 9%.
 Pela nova regra, a remuneração das cadernetas passará a ser de 70% da taxa básica de juro acrescida da TR caso a taxa Selic fique em 8,5% ou abaixo desse patamar. A mudança afeta apenas a "nova poupança"- depósitos realizados a partir da sexta-feira, 4 de maio. Portanto, não interfere no rendimento do saldo de mais de R$ 435 bilhões visto no fechamento dos bancos na quinta-feira, dia 3.
 Com o movimento nos últimos dias em que a velha caderneta estava aberta a depósitos, a poupança acumulou sete dias seguidos em que as aplicações superaram as retiradas, o maior período ininterrupto de captação positiva desde o fim de julho e o início de agosto de 2011, quando foram registrados oito dias consecutivos.
 —————-
 Aplicações
 R$ 435,59 bi é o total de depósitos da poupança que têm a remuneração antiga garantida
 R$ 1,06 bi foi depositado apenas do dia 3 de maio, último dia da velha regra
 —————– 

"Cbic"

 

Agenda de Eventos e Transmissões

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Ademi – DF
Sinduscon-RIO
Sinduscon-RR
Sinduscon – CO
ASBRACO
Sinduscon-DF
Sinduscon-BC
Ademi – PE
Ademi – GO
Sinduscon-AP
Sinduscon-Brusque
Ascomig
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC