Logo da CBIC

Agência CBIC

19/03/2012

Minha casa, Minha Vida terá mais 3.392 unidades

"Cbic"
19/03/2012 :: Edição 289

 

Folha de Pernambuco – Últimas Notícias/PE 17/03/2012
 

Minha casa, Minha Vida terá mais 3.392 unidades

Serão beneficiadas famílias com renda até R$ 1,6 mil  Com recursos na ordem de R$ 177,680 milhões do programa Minha Casa, Minha Vida, a Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Urbano, vai iniciar, ainda neste semestre, as obras de seis conjuntos habitacionais, destinados às famílias de comunidades carentes do Recife, Olinda e São Lourenço da Mata. Juntos eles somam 3.392 unidades. O anúncio foi feito ontem pelo presidente da Cehab, Nilton Mota, com exclusividade para a Folha de Pernambuco.
 Serão beneficiadas nesta etapa as famílias da faixa 1 do MCMV. Ou seja, aquelas que possuem renda mensal de até R$ 1,6 mil. Nesta fase estão incluídas as comunidades Escorregou Ta Dentro, em Afogados, 21 de Abril, na Várzea, Miniboxe, em Rio Doce, outras duas no Bongi e Peixinhos, cujos nomes não foram revelados, e outra em São Lourenço da Mata. Todos os imóveis têm estruturas iguais: apartamentos do tipo zero mais três (térreo mais três andares), com 40m², dispostos em dois quartos, cozinha, banheiro e área de serviço.
 "Apenas a comunidade Escorregou Ta Dentro recebeu recursos também do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), em torno de R$ 400 mil, visto que será feita uma intervenção urbanística rápida na área de 700 m²", explica Nilton Mota, enfatizando que 176 famílias vivem no local. Destas, 96 serão realocadas para um terreno do Estado, no bairro do Cordeiro. "Essas obras, cujo investimento é de R$ 7,1 milhões, devem iniciar no prazo máximo de 90 dias, com entrega prevista para 18 meses. Já as 80 famílias restantes serão alojadas em um terreno no bairro de Casa Amarela, que ainda está em negociação. Neste, serão investidos R$ 3,9 milhões.
 Apesar dos outros cinco empreendimentos também serem construídos em terrenos do Estado, eles estão em situação diferente. "Várzea, Peixinhos e Bongi já foram escolhidas as construtoras (Processe Engenharia Ltda, Exata Engenharia e Universo Empreendimento Ltda) e os projetos estão em análise na Caixa. Já em São Lourenço da Mata e Rio Doce ainda estamos fechando esta concorrência das empresas, no final deste mês, para podermos enviar para apreciação da financiadora. O prazo médio de liberação da análise é de 30 dias", explica Mota.
 Os recursos que serão destinados para estas construções estão orçadas em R$ 16 milhões; para 448 habitacionais (Várzea), R$ 54,272 milhões; para 1.204 habitacionais (Peixinhos); R$ 4,240 milhões; para 80 habitacionais (Bongi); R$ 94 milhões, para 1.680 habitacionais (São Lourenço da Mata); R$ 9 milhões, para 160 unidades (Rio Doce). "Vale ressaltar que, como estes cincos ainda estão em processo de análise da Caixa, estes valores podem sofrer alterações, tanto para mais, como para menos", lembra o presidente da Cehab. Ainda de acordo com ele, todas estas obras do programa Minha Casa, Minha Vida, executadas pela Companhia, são monitoradas pela Secretaria das Cidades.

"Cbic"

 

Agenda de Eventos e Transmissões

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Ademi – GO
Sinduscon-RS
Sinduscon – Vale
Sinduscon – Norte
Sicepot-RS
Sinduscon – Foz do Rio Itajaí
Sinduscon – Lagos
Sinduscon-Teresina
Ademi – SE
Ascomig
Sinduscon-AC
APEOP-PR
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC