Logo da CBIC

Agência CBIC

08/03/2012

Lentidão em infraestrutura atrapalha ritmo de investimentos do PAC 2

"Cbic"
08/03/2012 :: Edição 282

 

Brasil Econômico/BR 08/03/2012
 

Lentidão em infraestrutura atrapalha ritmo de investimentos do PAC 2

Apenas 7% dos projetos de infraestrutura foram concluídos no primeiro ano da segunda fase do programa governamental

O balanço do primeiro ano de ações da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) demonstra que muito ainda precisar ser feito para desenvolver o setor de infraestrutura do país.
Segundo dados divulgados ontem pelo governo federal, os investimentos somados em ações concluídas nas áreas de transporte, energia, mobilidade urbana e recursos hídricos representaram metade dos valores destinados aos projetos de habitação popular – cujo carro chefe é o Programa Minha Casa, Minha Vida.
Enquanto recursos destinados à aquisição de casas próprias ficaram em R$ 85,1 bilhões, a soma dos demais setores listados contaram com pouco mais do que R$ 40 bilhões.
A diferença aparece nos índices de andamento dos projetos de infraestrutura: apenas 7% do conjunto de ações previstas para as áreas de transporte, energia, mobilidade urbana e recursos hídricos foram concluídos e um total de 36% ainda se encontra nas etapas de elaboração de projetos, licenciamento ou de licitação.
Um conjunto de 57% dos projetos listados já está em obras, mas em estágios iniciais.
Na avaliação da ministra do planejamento, orçamento e gestão, Miriam Belchior, o resultado não demonstra falhas no andamento do programa, uma vez que boa parte dos projetos de infraestrutura dos setores de transporte, energia e mobilidade urbana são considerados de alta complexidade e, por isso, com prazos mais extensos para a finalização. Segundo ela, a partir de agora, o governo reforçará o monitoramento das obras, inclusive com visitas no local das obras, para acelerar o andamento.
"Vamos aperfeiçoar o monitoramento das obras, inclusive com a presença in loco da presidente", disse Miriam.
Atrasos Segundo a ONG Contas Abertas, a sociedade começará a ver resultados efetivos do PAC na área de infraestrutura apenas em 2013.
Segundo o coordenador da ONG, Gil Castelo Branco, as eleições municipais reforçarão a estratégia do governo em continuar priorizando os investimentos habitacionais do Minha Casa, Minha Vida, atuando em paralelo na fiscalização de obras de infraestrutura para serem entregues em 2013. "A perspectiva é que o governo contorne os clássicos problemas de licenciamento e de paralisações de obras por irregularidades para acelerar seu andamento este ano." Segundo o Contas Abertas, o governo inicia 2012 com a maior dotação orçamentária da história do PAC: serão R$ 41,7 bilhões previstos no orçamento, que serão somados a outros R$ 26 bilhões referentes a restos a pagar de 2011. S.C.

"Cbic"

 

Agenda de Eventos e Transmissões

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-RR
Sinduscon-PR
Sinduscon-BA
APEOP-SP
Sinduscon-TO
Sinduscom-NH
Sinduscom-VT
Sinduscon-PB
SECOVI- PB
Ademi – PE
Ademi – GO
ASBRACO
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC