Logo da CBIC

CBIC`s Agency

04/03/2015

Imóveis têm segunda queda real de preços

"Cbic"
04/03/2015

Brasil Econômico – 04 de março

Imóveis têm segunda queda real de preços 

Valores de unidades à venda em 20 cidades do país cresceram abaixo do IPCA. No ano, só cinco cidades tiveram recuo nominal

Aline Salgado

aline.salgado@brasileconomico.com.br

O mercado imobiliário brasileiro dá sinais de acomodação nos preços nesse inicio de ano. Pelo segundo mês consecutivo, o índice FipeZap Ampliado, que acompanha o valor de venda dos imóveis em 20 cidades brasileiras, registrou queda real nos preços dos imóveis. As unidades comercializadas também tiveram os valores ajustados abaixo da inflação, segundo o índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em fevereiro, o índice Fipe/ Zap Ampliado teve aumento de 0,17%, na comparação com janeiro, quando havia registrado alta de 0,39% – a menor variação desde 2008, quando a pesquisa começou, tendo apenas Rio de Janeiro e São Paulo como cidades de análise. Já nos últimos 12 meses, o preço dos imóveis avançou 5,87%.

Nas duas análises, os valores são inferiores ao IPCA. Em janeiro, a inflação mensal ficou em 1,24% e, em fevereiro, o IPCA-15, prévia da inflação oficial, ficou em 1,33%. Nos últimos 12 meses o IPCA-15 registra variação de 7,36%.

Todas as 20 cidades que compõem o índice FipeZap Ampliado tiveram variações menores do que a inflação. No topo da lista aparece Vila Velha, no Espírito Santo, com uma valorização de 1,12% no mês. Logo em seguida vem São Paulo e Campinas (SP), ambas com alta de 0,55%. Florianópolis está no final do ranking, com retração nos preços das unidades comercializadas de 1,27%. A cidade também conta com quedas nominais nos valores dos imóveis no acumulado do ano. Assim como Brasília, Curitiba, Niterói e Porto Alegre.

Para o economista da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo (Fipe/USP), Raone Costa, a retração nominal dos preços dos imóveis é ainda um fenômeno pontual e não aponta para uma tendência generalizada. Segundo ele, há ainda muita resistência no mercado imobiliário. "A desaceleração da alta dos preços é um efeito recente. Esperamos que haja uma variação mais forte nos próximos meses, mas ainda é cedo para apontarmos para tuna tendência de retração nominal em todo o país", avalia Costa.

"O mercado é muito reticente a quedas. O que temos observado é uma retração mais pronunciada no volume de negociações. A exceção é Brasília, que teve uma super valorização dos preços, que agora vêm caindo. Mas no restante do país, a tendência é que haja uma desaceleração dos preços ou a manutenção deles em patamares altos, acompanhados de oscilações", acrescenta.

O valor anunciado do metro quadrado médio em fevereiro das 20 cidades do país analisadas pela Fipe foi de R$ 7.482. A cidade com o metro quadrado mais caro continua sendo o Rio de Janeiro, com média R$ 10.650.0 Leblon, bairro da Zona Sul, conta com o maior preço, em R$ 23.570. Na outra ponta aparece Cosmos, Zona Norte, com R.282.

São Paulo é a segunda cidade do país com o maior preço médio do metro quadrado, em R$ 8.493. Vila Nova Conceição é o bairro com o metro quadrado mais caro, em R$ 14.797. No país, os dois municípios que apresentam os menores preços foram Contagem, em Minas Gerais, com o metro quadrado custando R$ 3.394 e Goiânia, em R.020.

"A desaceleração da alta   dos preços dos imóveis    um efeito recente.   Esperamos que haja   uma variação mais   forte nos próximos   meses, mas   é   cedo   para uma tendência   de retração nominal    " Raone Costa – Economista da Fipe

Aline Salgado


"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Construction Agenda

october/2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

20octallday22allday1° Evento de Construções Sustentáveis da 9ª Fiema Brasil - Feira de Negócios, Tecnologia e Conhecimento em Meio Ambiente(All Day) Bento Gonçalves - RS

Partners and Affiliations

Partners

 
Sinduscon-TAP
ADEMI-AM
ASEOPP
Sinduscon-AP
Sinduscon – Norte
Sinduscon-Oeste/PR
Ademi – SE
Sinduscon-Brusque
Sinduscon-Mossoró
Sinduscon-Costa de Esmeralda
Sinduscon-DF
Sinduscon – Grande Florianópolis
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X