Logo da CBIC

Agência CBIC

30/03/2011

Governo admite falhas, mas quer solução já para conflitos em usina

 

30/03/2011 :: Edição 067

Jornal Folha de S.Paulo/BR   |   30/03/2011

governo admite falhas, mas quer solução já para conflitos em usina

Planalto pede que empreiteiras reduzam trabalhadores em Rondônia,
evitando mais problemas
Durante reunião com empresários e centrais
sindicais, ministro diz que imagem do PAC não pode ser arranhada

BRENO COSTA

ANA FLOR

DE BRASÍLIA

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) admitiu ontem
uma parcela de responsabilidade do governo federal na origem das revoltas de
trabalhadores nas usinas hidrelétricas de Jirau e de Santo Antônio, em
Rondônia.

Ao mesmo tempo, contudo, cobrou das empreiteiras responsáveis uma redução do
número de trabalhadores envolvidos nas obras -um dos principais fatores,
segundo Carvalho, para as revoltas em dois dos maiores empreendimentos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e que acabaram servindo de
estopim para paralisações em outros canteiros de obras.

Em reunião realizada na manhã de ontem no Palácio do Planalto, com a participação
de centrais sindicais e de representantes de empreiteiras, ele fez uma
"autocrítica" do governo, admitindo, segundo relato de participantes,
que a estrutura urbana próxima ao canteiro de obras não foi bem planejada.

O mea-culpa do governo, contudo, não eliminou uma cobrança feita diretamente
aos empresários.

"No caso de Jirau, a decisão da empresa de antecipar a entrega da obra
provocou uma maior concentração de trabalhadores. Então, eu fiz uma ponderação
se não era o caso de se rever a decisão e tentarmos trabalhar com um
contingente um pouco menor para diminuir o grau de tensão que naturalmente
ocorre", afirmou o ministro.

SOLUÇÃO RÁPIDA

No caso de Jirau, a Camargo Corrêa é a empreiteira responsável pela
construção da usina e, ao mesmo tempo, integra o consórcio responsável pela
operação posterior do empreendimento.

Portanto, uma antecipação da entrada em operação da usina acaba sendo
benéfica para consórcio.

Carvalho não explicou se essa redução do número de trabalhadores aconteceria
por meio de demissões.

A entrevista foi encerrada quando o ministro soube da morte do
ex-vice-presidente José Alencar.

Durante a reunião, Carvalho chegou a cobrar, falando em nome da presidente
Dilma Rousseff, uma solução rápida para os problemas que estão ocorrendo em
Jirau e em Santo Antônio.

"Não podemos exportar essa imagem, o PAC é uma das vitrines do governo", disse Carvalho, segundo a
Folha apurou.

Na reunião, a única decisão concreta foi a criação de uma comissão
tripartite -formada por governo, sindicatos e empresários- para verificar as
condições de trabalho nas obras do PAC.


"banner"  
"banner"  
"banner"  
"banner"  

"Cbic"

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Janeiro/2021

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Nenhum evento

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
ADIT Brasil
Sinduscon-Mossoró
Sinduscon Sul – MT
Sinduscon PR – Noroete
Sinduscon-BA
ADEMI – BA
Sinduscon-SF
SINDUSCON – SUL
Sinduscon-AM
SECONCI BRASIL
APEOP-PR
Sinduscon-MG
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Tekne Kiralama karın germe Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme retrobet epoksi vaporesso betpark giriş betgaranti kolaybet En iyi casino siteleri diyarbakır escort escort istanbul escort izmir izmir escort
X