Logo da CBIC

CBIC`s Agency

06/03/2015

Fiscalizações evitaram prejuízo de R$ 969 mi em 2014, diz TCU

"Cbic"
06/03/2015

O Povo – Ceará – 06 de março

Fiscalizações evitaram prejuízo de R$ 969 mi em 2014, diz TCU

O valor é referente a contratos com irregularidades, encontradas em 586 fiscalizações em todo o País segundo o TCU. Órgão lançou Guia de Elaboração de Planilhas Orçamentárias de Obras Públicas para orientar contratações Átila Varela  atilasantos@opovo.com.br

Ineficiência, superfaturamento e inconsistências de natureza administrativa estão entre os itens geradores de perdas ao erário público em obras. De acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU), no ano passado o órgão evitou perdas de R$ 969 milhões aos cofres públicos, com base em 586 fiscalizações em todo o País. Do valor, R$ 270 milhões são referentes à recuperação de obras executadas de maneira irregular.

"Para a elaboração de um contrato, é necessário ter um motivo justo. O ente público tem de apresentar condições para realizar, como a apuração do volume financeiro à execução das obras, além do preenchimento de requisitos dos atos administrativos", diz o secretário-geral da Comissão de Política Urbana e Direito Urbanístico da OAB-CE.

Ante à contabilização de futuros prejuízos pelos contratantes, ele afirma que a proposição dos projetos deve obedecer critérios normativos. "Nessa elaboração inicial, os contratos têm de seguir o que determina a Lei das Licitações (nª 8.666). A administração precisa fiscalizar do controle financeiro ao cronograma, evitando perdas em seu decorrer".

Para evitar falhas ou que os contratos sejam caracterizados como irregulares, o TCU criou uma cartilha elucidativa para gestores públicos e empresários.

O Guia de Elaboração de Planilhas Orçamentárias de Obras Públicas, o documento sintetiza o uso correto dos sistemas referenciais do custo da administração nas esferas do poder, calcula a estimativa de custos de serviços de engenharia consultiva e a elaboração de planilhas para a celebração de termos de adiantamento contratual.

"A administração pública apresenta deficiência de projetar ou de contratar uma empresa. É preciso um aperfeiçoamento de licitações, possibilitando uma vasta orientação para os gestores públicos", afirma o titular da Secretaria de Infraestrutura Urbana do TCU, José Ulisses Vasconcelos. Ele afirma que os maiores problemas estão nos projetos básicos e executivos de obras.

A orientação vai ao encontro com o setor da construção civil. É o que aponta o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE), André Montenegro. "A elaboração de um guia consolida, através da jurisprudência do TCU, os custos e formação de preços para as obras.

São pontos levantados por gestores e empresas há muito tempo", ressalta. Na formatação de contratos para com o ente público, Montenegro afirma que o desconhecimento gera perdas aos envolvidos em licitações. "Erramos pela falta de conhecimento, não com a intenção de causar dolo. E é isso que queremos evitar", comenta.

Multimídia 

 Acesse a cartilha do TCU

http://bit.ly/1B8UXkr


"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Construction Agenda

october/2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

26oct10:0011:30Webinar - Ciclo de Debates Regionais - Nova Lei Geral do Licenciamento Ambiental – Região Sudeste10:00 - 11:30 Via Zoom

Partners and Affiliations

Partners

 
Sinduscon Chapecó
Sinduscon-AL
APEOP-SP
Sinduscon-Joinville
Ademi – DF
Ademi – AL
Sinduscon-SP
Sinduscon-PE
SECOVI-PR
Sinduscon-Vale do Itapocu
ASSECOB
Sinduscon-DF
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X