Logo da CBIC

Agência CBIC

29/01/2014

Estudo comprova viabilidade na reciclagem de entulho

"Cbic"
29/01/2014

DCI – Comércio, Indústria e Serviços

Estudo comprova viabilidade na reciclagem de entulho

A pesquisa mostra que a reciclagem dos resíduos das construções civis,através da mineração urbana,pode ser um empreendimento viável para empresas privadas

SÃO PAULO

As cidades brasileiras podem fornecer brita e areia recicladas para a indústria da construção civil de forma complementar aos agregados naturais a partir de resíduos de construção e demolição (RCDs), aponta pesquisa da Escola Politécnica (Poli) da USP. A viabilidade da reciclagem por meio da mineração urbana foi verificada a partir de uma modelagem teórica baseada na análise do conteúdo e da destinação dos resíduos nas cidades de Macaé (RJ), Maceió (AL) e São Paulo (SP). A pesquisa foi feita pelo engenheiro Francisco Mariano Souza Lima, com orientação do professor Arthur Pinto Chaves, do Departamento de Engenharia de Minas da Poli.

De acordo com o engenheiro, o gerenciamento dos resíduos é afetado por dois aspectos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instituída pela lei federal 12.305. "São os princípios do poluidor pagador e do protetor-recebedor, além da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida do produto", aponta. "As empresas da cadeia da indústria da construção civil tornam-se responsáveis pelos custos do gerenciamento dos RCDs desde a geração até o descarte final ou a reciclagem. A lei incentiva a criação de mecanismo de mercado para o gerenciamento destes resíduos." A supervisão do serviço é feita pelos municípios e a reciclagem pode ser realizada por empresas privadas.

O manejo dos resíduos é diferente nos municípios brasileiros, destaca Souza Lima. "Considerando o total de 5.564 municípios, 3.639 realizam pelo menos a coleta destes resíduos. No entanto, entre as cidades que fazem o manejo de RCDs, somente 79 possuem alguma forma de reaproveitamento", ressalta. Os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) são de 2008 e são expostos no Plano Nacional de Saneamento Básico. "Estima-se que a geração de entulho no Brasil é da ordem de 100 milhões de toneladas por ano (t/ano). A estimativa baseia-se na geração por habitante de 0,5 t/ano, comprovada pela pesquisa na cidade de Macaé".

Sentido econômico

O engenheiro afirma que o sentido econômico de minerar é conferir valor a um minério que está misturado em geral a outros. "Fisicamente ocorre a separação deste mineral ou conjunto destes minerais dos demais que não têm valor econômico", conta. "Da mesma forma, os RCDs ganham valor quando são tratados por técnicas de separação mineral e a fração mineral que nos interessa nos entulhos volta como mercadoria no mercado de agregados. A industrialização e a própria urbanização alocou este processo de valorização nas cidades".

A pesquisa fez a modelagem dinâmica no período de 20 anos para as três cidades abarcando todo o processo, desde a geração até o descarte ou a reciclagem dos resíduos tendo em vista os diferentes conteúdos destes resíduos amostrados. "Os resultados mostram a heterogeneidade das cidades amostradas no tocante a qualidade do RCD originários de distintos processos de urbanização", relata Souza Lima. "O modelo de custo-benefício mostra que os benefícios superam os custos na seguinte ordem: São Paulo, Macaé e Maceió".

Segundo o pesquisador, as plantas móveis de reciclagem são mais viáveis do que as fixas na cidade de Macaé. A região de São Paulo, devido ao maior volume de resíduos e maiores estímulos à reciclagem, é a única entre as três que não precisa de subsídios para implantar o sistema. "O modelo de viabilidade mostra que a qualidade do resíduo tem considerável influência na viabilidade das empresas de reciclagem", afirma. "Os fatores mais sensíveis ao modelo de viabilidade são, pela ordem, o valor cobrado pelo terreno, a taxa cobrada na entrada dos RCDs na planta de reciclagem, os custos de operação da planta e os impostos em vigor."



"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Outubro/2020

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

29Out17:0018:30Quintas da CBIC: Cidadania e desenvolvimento: O futuro dos municípios17:00 - 18:30 Via Zoom

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-Caxias
Sicepot-PR
Sindicopes
Sinduscon-JP
Ademi – DF
Sinduscon-BC
Sinduscon – Grande Florianópolis
Sinduscon-TAP
ASSECOB
Sinduscon-ES
Sinduscon-GO
ASEOPP
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X