Logo da CBIC

Agência CBIC

03/02/2014

Esforços que dão retorno financeiro

"Cbic"
03/02/2014

Estado de Minas

Esforços que dão retorno financeiro

Na indústria da construção civil, os gastos com energia ganharam status de prioridade, ligados diretamente às instalações elétricas nos canteiros de obras, segundo Roberto Matozinhos, assessor técnico do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG). A busca por eficiência começa no planejamento da edificação. "As empresas definem antecipadamente o consumo, estudando toda a movimentação de carga que será feita na obra e escolhendo o equipamento que melhor atenderá, entre gruas, elevadores e guinchos de coluna", afirma.

Outra tendência que o setor abraçou e ajuda a reduzir o consumo de energia foi o uso de argamassa e concreto, que retira a betoneira do canteiro de obras. Na escolha dos equipamentos o principal requisito na avaliação da qualidade do maquinário passou a ser a quantidade de energia necessária para o seu funcionamento. "Dentro de pouco tempo teremos um selo Procel (certificado concedido pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica aos eletrodomésticos com melhores índices de economia do insumo) para os equipamentos de obra", diz Matozinhos.

O projeto da ArcelorMittal Bioflorestas para gerar energia elétrica a partir da queima da fumaça decorrente da produção de carvão vegetal conta com recursos financiados pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). Serão investidos R$ 9 milhões, dos quais R$ 3 milhões de capital próprio do grupo siderúrgico. A empresa pretende gerar 80 kW/h, energia suficiente para alimentar 30 residências, na planta -piloto de Martinho Campos, onde 12 dos atuais 40 fornos vão alimentar o sistema de turbina a gás. A experiência pode servir também de referência para a região, como destaca o diretor-geral da companhia, Maurício Bicalho de Melo.

"Fazendeiros, prefeituras e empresários de outros segmentos que precisam reciclar os resíduos nos seus empreendimentos poderão produzir energia com a queima da fumaça dos próprios resíduos. A venda da energia gerada pode levar a investimentos não só nessa solução ambientalmente correta, como também representar outra fonte de lucro", afirma Bicalho de Melo. A Gerdau, por sua vez, pretende reduzir, neste ano, 2,5% do consumo total da energia demandada nas suas unidades no Brasil, o que deverá significar uma economia de R$ 40 milhões.

Equipamentos Iniciado em 2012, o programa busca eficiência energética na fábricas inclusive nos equipamentos auxiliares do processo de produção, que respondem por cerca de 40% do consumo total. Até o ano passado, as medidas adotadas para redução da energia consumida permitiram à companhia economizar R$ 36 milhões. O projeto-piloto está sendo aplicado nas unidades da siderúrgica no Brasil e deverá chegar, em 2014, às plantas industriais do México e da Colômbia.(MV)



 
"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Outubro/2020

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Nenhum evento

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Ademi – ES
Sinduscon-GO
SECOVI- PB
Sinduscom-NH
Sinduscon-BNU
Sinduscon-Pelotas
APEMEC
AELO
Sinduscon-Oeste/PR
Sinduscon-SP
Sinduscon Chapecó
Sinduscon-CE
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X