Encontro Nacional sobre o Ensino de BIM impacta participantes com discussões e experiências compartilhadas

Incorporação do BIM nas universidades públicas brasileiras já é uma prática

Foi realizado na Universidade Estadual de Campinas, de 17 a 19 de setembro, o I Encontro Nacional sobre o Ensino de BIM, promovido pela Associação Nacional de Tecnologia no Ambiente Construído (Antac) e idealizado pelas professoras e pesquisadoras Regina C. Ruschel (Unicamp) e Mariana Monteiro Xavier de Lima (UFC). Regina e Mariana são coordenadoras do Grupo de Trabalho de Tecnologia da Informação e Comunicação na Construção (GT.TIC) da Antac. A Modelagem da Informação da Construção (BIM) se viabiliza por um conjunto de tecnologias, processos e políticas, que afetam as entregas e relacionamentos em toda cadeia construtiva, transformando a prática e, consequentemente, o ensino dessa ação. Dessa forma, o objetivo do encontro foi estimular a troca de experiências sobre a capacitação em BIM, já se colocando como uma ação da Antac em sintonia com a Estratégia Nacional BIM-BR.

O encontro reuniu professores, pesquisadores, instrutores e consultores. Ao todo, 60 participantes, representando 29 universidades brasileiras, compartilharam experiências. Foram apresentadas 20 experiências didáticas, 11 planos de execução BIM educacionais, três desenvolvimentos de conteúdo e três descrições de especializações em BIM. Entre as iniciativas, observou-se ênfase em Engenharia Civil e Construção (16 casos), Arquitetura (13 casos), integração de Arquitetura e Engenharia Civil (5 casos). Todo o conteúdo apresentado no evento está disponível em http://www.antaceventos.net.br/index.php/enebim/2018/schedConf/presentations.

Os participantes foram envolvidos em sessões interativas que expandiam a compreensão das temáticas apresentadas em palestras.

O professor Mohamada Kassem, da Northumbria University do Reino Unido, apresentou a palestra “Macro-BIM adoption: Assessing and benchmarking market-wide maturity and policies”, que detalha um instrumento de avalição do nível de maturidade da adoção de BIM em um país. Os participantes tiveram a oportunidade de utilizar o instrumento e participar de uma avaliação do nível de maturidade da adoção do BIM no Brasil. Para tal, foi assinado um acordo entre a iniciativa BIMe e a Antac (http://bimexcellence.org/projects/macro-adoption/macro-adoption-studies/macro-bim-adoption-in-brazil/).

O professor Eduardo Santos Toledo, da Universidade de São Paulo, apresentou a palestra “As Ações de Capacitação do Plano Estratégico de Disseminação do BIM”. Associada à exposição foram desenvolvidas, pela Organização do evento, duas sessões interativas: uma para identificar barreiras para a adoção do BIM no ensino de Engenharia Civil e de Arquitetura e Urbanismo e outra para discutir ações estratégicas de capacitação e disseminação do BIM. Seguindo uma dinâmica de levantamento, classificação e ordenação, os participantes identificaram que as barreiras para a adoção do BIM no ensino estão relacionadas a pessoas, metodologias didáticas, regulamentação, infraestrutura e tecnologia e por fim financeiras, nessa ordem de dificuldade. Um processo de discussão rotativa e acumulativa resultou numa riquíssima proposição de ações para as estratégias de capacitação e disseminação do BIM categorizadas para os públicos alvos tomadores de decisão, gerentes, técnicos (projetista, orçamentistas, planejadores), e alunos em formação (graduação ou técnico).

Foram também realizadas duas mesas redondas: de pesquisas sobre o ensino de BIM e de cases de ensino premiados. A professora Érica Checcucci, da Universidade Federal da Bahia, apresentou uma síntese das pesquisas sobre o ensino de BIM já realizadas no Brasil, concluindo que já termos grande quantidade de material de orientação sobre como implementar BIM no ensino. A professora Mônica Santos Salgado, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, apresentou resultados de pesquisa de BIM que culminam em propostas para o ensino de Arquitetura e Urbanismo através de ferramentas digitais. Os professores Kleos M. Lenz Cesar Jr. e Douglas Lopes de Souza, da Universidade Federal de Viçosa, e Regina C. Ruschel, da Universidade Estadual de Campinas, apresentaram cases de ensino de BIM finalistas na categoria Academia no Prêmio de Excelência BIM Sinduscon-SP de 2017.

Finalizando o evento, o professor Mohamad Kassem ministrou uma segunda palestra denominada “Digital Transformation in the Built Environmente: Challanges and Approaches for the 21th Learning”. Essa última tirou todos de sua zona de conforto, mesmo sendo a grande maioria de inovadores no ensino. Kasssem chamou atenção para o tempo acelerado da integração de tecnologias existentes e transformações dirruptivas resultantes com o advento da Industria 4.0.

O ENEBIM 2018 teve grande impacto sobre os participantes, resultado das discussões realizadas, do compartilhamento de experiências e do vislumbre de conhecimento de fronteira. O material apresentado demonstra que a incorporação do BIM nas universidades públicas brasileiras foi iniciada. O acesso gratuito e permanente às experiências apresentadas, assim como palestras e mesas redondas, é um compromisso de disseminação do conhecimento da Antac. A próxima edição do evento será em 2019.

Compartilhe!

Eventos

 
 

Agenda da Construção

Outubro, 2018

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Nenhum evento hoje

Núcleo de Seguros

 
Convenio de Seguros
 

Afiliações

 
CICA
FIIC
CNI
 

Publicações

Clique aqui para acessar todas as publicações da CBIC.

Parceiros

Clique aqui e conheça os parceiros da CBIC.

X
/* ]]> */