Logo da CBIC

Agência CBIC

12/11/2010

Encargos e benefícios pesam muito

CBIC Clipping

12/11/2010 :: Edição 007

Jornal Diário do Comércio – MG/MG |  12/11/2010

Encargos e benefícios pesam muito

 LILIAN LOBATO .

 Os encargos – trabalhistas e previdenciários – e benefícios que incidem sobre a folha de pagamento da construção civil aumentam em cerca de 200% o gasto com pagamento de salários, segundo cartilha do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), divulgada ontem.

 Conforme o vice-presidente de Política, Relações Trabalhistas e Recursos Humanos da entidade, Bruno Vinícius Magalhães, o percentual é extremamente alto e aponta para a necessidade de uma melhor gestão da mão de obra. Segundo ele, apenas as contribuições previdenciárias e trabalhistas representam um aumento de 138,85%.

 Já os benefícios estabelecidos em convenção coletiva de trabalho – café da manhã, EPIs, transporte, depreciação de ferramentas, abono de férias e seguro de vida – chegam a 57,31%. "Com isso, se um trabalhador ganha R$ 1 por hora, o custo do empregado para a empresa sai por R$ 2,96", explicou.

 A cartilha apontou ainda que o salário médio mensal de um servente é R$ 539, sendo R$ 2,45 a hora trabalhada. Já um vigia recebe R$ 565,40, ou R$ 2,57 a hora. O meio-oficial tem o salário de R$ 631,40 e a hora chega a R$ 2,87. No caso do oficial o salário é R$ 836.

 Magalhães ressaltou que, atualmente, a mão de obra representa 45% do custo total de uma obra com padrão normal de acabamento, um percentual significativo. "Ao contratar um empregado, a construtora precisa ter conhecimento das despesas que terá com o funcionário. Elaborar uma planilha de custos pode determinar o lucro ou prejuízo no empreendimento", avaliou.

 Ainda de acordo com ele, apesar da grande carência de mão de obra, tanto em Belo Horizonte quanto no Estado, o empresário precisa ter cuidado para não contratar pessoas desqualificadas, já que o custo é elevado. "Sabemos das dificuldades em efetuar as contratações, mas manter um empregado ocioso em uma obra é gasto adicional", afirmou.

 Para contribuir com o setor, o Sinduscon-MG tem feito parcerias com as entidades da Capital, sobretudo o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para capacitar os trabalhadores. "  uma forma de suprir a alta demanda que porde impedir um maior crescimento da construção civil", afirmou.

"banner"  
"banner"  
"banner"  
"banner"  

 
 
 
"Cbic"

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Janeiro/2021

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Nenhum evento

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-CE
APEOP-SP
AELO
Sinduscon-AL
Sinduscon-Extremo Oeste
Ademi – AL
Sindicopes
Sinduscon-JP
Sinduscon Anápolis
Sinduscon – Foz do Rio Itajaí
Sinduscon-AM
Sinduscon – Lagos
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Tekne Kiralama karın germe Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme retrobet epoksi vaporesso betpark giriş betgaranti kolaybet En iyi casino siteleri diyarbakır escort escort istanbul escort izmir izmir escort
X