Logo da CBIC

CBIC`s Agency

13/08/2014

Demanda por plataformas anima os construtores

"Cbic"
13/08/2014

Valor Econômico

Demanda por plataformas anima os construtores

Por Simone Goldberg | Do Rio  

 Se o leilão do campo de Libra, o primeiro do pré-sal, realizado em outubro de 2013, já animava os estaleiros e empresas produtores de plataformas, cascos e módulos, a nova empreitada da Petrobras, que em junho foi autorizada pelo governo a produzir volumes excedentes na área da cessão onerosa, também no pré-sal da Bacia de Santos, elevou as expectativas. Estimativas dão conta de uma necessidade de mais de 70 plataformas até 2030.

O Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 da Petrobras prevê investimentos totais de US$ 220,6 bilhões, dos quais US$ 153,9 bilhões em exploração e produção. E, para o óleo excedente da cessão onerosa, serão necessários outros US$ 50,7 bilhões até 2030, segundo apresentação enviada pela estatal à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no fim de junho. Esses investimentos seriam acelerados a partir de 2019 para começar a produção do excedente em 2021.

Enquanto este extra não se materializa, a petroleira informa que está investindo, de 2013 a 2020, US$ 100 bilhões na indústria naval. É um montante que sustenta dez estaleiros em atividade e mais quatro em construção no país. Só para Libra, o megacampo do pré-sal que foi arrematado pela Petrobras em parceria com a Shell, a Total e as petroleiras chinesas CNOOC e CNPC, são previstas de 12 a 18 plataformas.

Há ainda a estimativa de outras dez plataformas para os volumes excedentes das áreas Búzios, Entorno de Iara, Florim e Nordeste de Tupi (na cessão onerosa), no pré-sal da Bacia de Santos, a partir de 2021. Antes disso, segundo a Petrobras, serão necessárias 35 unidades de produção até 2020 para cumprir a curva de produção: chegar a 4 milhões de barris por dia, em média. Três dessas 35 plataformas entraram em operação este ano – a P-58, P-61 e P-62 -, 19 foram contratadas e 14 estão em processo de contratação.

Dados do Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval) mostram que foram entregues seis plataformas no ano passado, construídas totalmente ou parcialmente no país. E que há, no momento, 14 sendo fabricadas em estaleiros nacionais – das quais duas tiveram seus cascos convertidos na Ásia.

O Sinaval também cita dados de uma apresentação do diretor de exploração e produção da Petrobras, José Formigli, do começo de julho, expondo a necessidade de outras 41 plataformas entre 2021 e 2030. A expectativa, segundo o sindicato, é que uma parte dessa demanda seja destinada à indústria naval brasileira, enquanto outras plataformas serão feitas por estaleiros internacionais, para depois serem afretadas à estatal por empresas parceiras.

Se as encomendas futuras tendem a se multiplicar, no presente vários estaleiros se preparam para os novos desafios enquanto dão conta de obras pedidas. No Rio de Janeiro, por exemplo, a Enseada Indústria Naval, formada por Odebrecht, OAS, UTC e a japonesa Kawasaki Heavy Industries, opera o Estaleiro Inhaúma, onde executa uma conversão e vai finalizar outras três conversões de cascos de navios em floating production, storage and offloading (FPSOs), espécie de navio-plataforma que produz, armazena e transfere petróleo.

São as P-74, P-75, P-76 e P-77 – que atuarão em áreas do pré-sal da cessão onerosa. O serviço está avaliado em US$ 1,7 bilhão. Desses quatro cascos, apenas a P-74 está sendo de fato convertido no Inhaúma. Já os cascos da P-75, P-76 e P-77 estão tendo seus trabalhos iniciais de conversão realizados no estaleiro Cosco, na China – para evitar atrasos no cronograma. Eles serão finalizados no Brasil.

As obras de conversão de todas essas plataformas devem estar concluídas até o primeiro semestre de 2016 e a construção dos módulos e integração de unidades serão realizados nos estaleiros EBR – Estaleiros do Brasil (RS), Honório Bicalho (RS) e Technip-Techint (PR), informa a petroleira. Sua previsão de entrada em operação da P-74 e da P-75 é em 2016. As P-76 e a P-77, começam suas atividades em 2017.

Segundo o diretor de relações institucionais e de sustentabilidade do estaleiro Enseada, Humberto Rangel, a política do governo e lógica do mercado foi focada nas encomendas do pré-sal. Isso gerou um nível de concentração e um momento oportuno para investimentos no segmento. "Agora, o grande desafio para as empresas do setor é se consolidar, ganhar competitividade e escala", ressalta.

O mercado, em expansão, oferece várias oportunidades para a indústria naval. "O Brasil terá que investir em navios especializados, cabotagem e reparo naval. As embarcações são expostas a condições que exigem um ciclo permanente de manutenção", analisa o executivo. A Enseada tem contratos totais de US$ 6,5 bilhões e inicia neste ano as operações do seu estaleiro na Bahia. Lá, fará seis sondas de perfuração.

Outro que vêm investindo para atender ao boom do setor e elevar a produtividade é o Brasfels, de Angra dos Reis (RJ), controlado pelo grupo Keppel Fels, de Cingapura. Estão sendo desembolsados cerca de R$ 300 milhões entre 2013 e 2016 em obras de expansão e melhorias. O Brasfels tem em carteira obras do FPSO Cidade de Mangaratiba, que deve ficar pronto este ano, e do FPSO Cidade de Itaguaí, com previsão de início de operação em 2015, além da construção e integração de módulos de outros dois FPSOs (P-66 e P-69).



"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Construction Agenda

october/2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

27oct10:0012:00Reunião da Comissão de Política de Relações Trabalhistas - CPRT / CBIC10:00 - 12:00 Via Zoom

Partners and Affiliations

Partners

 
ASEOPP
Sinduscon – Norte
Ademi – PE
Sinduscon-Brusque
Sinduscon-JF
Sinduscon-JP
Sinduscon-Costa de Esmeralda
AEERJ – Associação das Empresas de Engenharia do Rio de Janeiro
Sinduscon – Vale do Piranga
SECOVI- PB
ASBRACO
SINDUSCON SUL CATARINENSE
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X