Logo da CBIC

Agência CBIC

08/02/2021

Contaminação pela Covid-19 permanece ínfima nas obras 

Os casos suspeitos de contaminação pela Covid-19 nos canteiros de obras do Estado de São Paulo oscilaram de 0,31% para 0,29% do número de trabalhadores; e os confirmados se mantiveram em 0,12%. É o que mostrou a 37ª Pesquisa ‘Conhecendo as Ações das Construtoras Paulistas no Combate à Covid-19’, realizada semanalmente pelo Sindicato da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo (Seconci-SP).

De acordo com os presidentes do SindusCon-SP, Odair Senra, e do Seconci-SP, Haruo Ishikawa, o controle estrito sobre o coronavírus nas obras demonstra a eficácia das ações de prevenção adotadas e frequentemente reforçadas por vídeos e nos Diálogos Diários de Segurança. “É uma boa notícia, contrastando com o aumento do número de casos entre a população, nesta segunda onda”, dizem.

“O desafio atual consiste em naturalizar cada vez mais o uso de máscaras, a higienização frequente das mãos e se evitarem aglomerações, até mesmo depois de as primeiras doses da vacina chegarem aos trabalhadores”, comentam Senra e Ishikawa. “A imunidade coletiva ainda vai demorar.”

Nesta 37ª rodada, foram obtidas respostas de 41 empresas, responsáveis por 525 obras, envolvendo 34.694 empregos diretos e terceirizados, de 28 de janeiro a 3 de fevereiro.

Principais resultados da 37ª Pesquisa:

  • 0,29% afastados por suspeita de Covid-19;
  • 0,12% afastados por confirmação da doença;
  • 524 obras em andamento e 1 parada;
  • 98% do pessoal estão em atividade;
  • 100% das empresas adotam medição de temperatura e higienização das mãos, dão orientações diárias sobre prevenção, e higienizam e realizam demarcações em áreas de vivência;
  • 98% orientam sobre limpeza dos Equipamentos de Proteção Individual e afixam informativos impressos sobre a Covid-19 nos locais de circulação;
  • 95% fornecem máscaras para o transporte e para utilização na obra;
  • 93% realizam limpeza de EPIs e ferramentas e instituem horários escalonados para entrada, saída e refeições;
  • 91% distribuem divulgam aos trabalhadores cartazes e vídeos de orientação do SindusCon-SP e do Seconci-SP;
  • 88% realizam outras práticas para a prevenção da contaminação entre os trabalhadores e a comunidade.

Os presidentes do SindusCon-SP e do Seconci-SP reafirmam o convite para mais empresas com obras no Estado de São Paulo participarem das próximas rodadas; basta enviar um e-mail para pesquisacovid-19@seconci-sp.org.br e o Seconci-SP entrará em contato para incluir a construtora na enquete. As entidades garantem sigilo absoluto sobre as informações prestadas.

Veja os relatórios completos das rodadas pesquisa:

Cinco últimas

28ª à 32ª

23ª à 27ª  

18ª à 22ª  

13ª à 17ª   

7ª à 12ª  

Seis primeiras

A matéria integra o Mapeamento de Boas Práticas em Responsabilidade Social no setor da construção durante a pandemia do coronavírus dentro do ‘Projeto Responsabilidade Social e a Valorização do Trabalhador’, realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em correalização com Serviço Social a Indústria (Sesi Nacional).

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Março/2021

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Nenhum evento

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-BNU
SECONCI BRASIL
Sinduscon-AP
Sinduscom-NH
ASEOPP
Ademi – SE
Ademi – DF
Sinduscon – Lagos
Sinduscon-MS
Sinduscon-PA
Sinduscon-BA
Sinduscon Sul – MT
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Tekne Kiralama karın germe Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme retrobet epoksi vaporesso betpark giriş betgaranti kolaybet diyarbakır escort escort istanbul mersin escort mecidiyeköy escort çeşme escort
X