Logo da CBIC

Agência CBIC

06/12/2019

Coluna 'Construção em foco': A mensagem do PIB

As boas notícias na economia brasileira começaram a se consolidar e os resultados do Produto Interno Bruto (PIB) relativos ao 3º trimestre do ano, que vieram acima da média das expectativas, evidenciam isso.

A redução da taxa básica de juros, a recuperação gradual do mercado de trabalho, a inflação sob controle, a elevação do crédito e o encaminhamento da reforma da previdência são alguns fatores que ajudaram a melhorar o ambiente macroeconômico e, portanto, contribuíram para a expansão.

De julho a setembro a alta foi de 0,6% em relação aos três meses anteriores. Em valores correntes, o PIB alcançou, neste período, R$ 1,842 trilhão. Pela ótica da produção, o aumento foi de 1,3% na Agropecuária, 0,8% na Indústria e 0,4% nos serviços. Já pela ótica da despesa, o consumo das famílias cresceu 0,8%, os investimentos (formação bruta de capital fixo) registraram incremento de 2% e as despesas do governo – incluindo pessoal e demais gastos, exceto investimentos –, caíram 0,4%.

Nos últimos dias, várias análises foram realizadas sobre os resultados apresentados. Para alguns, a economia está fortalecendo o seu ritmo, para outros, a recuperação continua lenta. O certo é que com os dados relativos ao período de julho a setembro as projeções para a economia brasileira devem ser elevadas para o ano 2019 e não será surpresa se, para 2020, alcançarem 2,5%.

De forma geral, os resultados do PIB não deixam dúvidas: a retomada da economia é consistente, apesar do ritmo mais lento do que se esperava no começo do ano. O País deixou para trás uma séria recessão observada em setores estratégicos para o seu desenvolvimento.

Nesse contexto, o grande destaque é a indústria da construção. De 2014 a 2018 a queda do PIB do setor foi de 30%, enquanto a economia nacional registrou retração de 3,8%.  Agora os números evidenciam que a construção é um dos segmentos que está fortalecendo a recuperação nacional.

No 3º trimestre de 2019, na comparação com igual período do ano anterior, a alta registrada foi de 4,4%, a maior dentre todos os setores de atividades. Deve-se lembrar de que a última vez que o setor cresceu foi em 2013 e, por isso, esse resultado é importante, apesar da base de comparação ser deprimida.

Em todas as análises comparativas a construção civil cresceu, impulsionando o investimento e contribuindo positivamente para os resultados do PIB. Nos primeiros nove meses de 2019, em relação a igual período do ano anterior, o setor registrou alta de 1,7%. A melhora do ambiente macroeconômico e da confiança dos empresários contribuíram para esse resultado.

É necessário destacar a expansão nos lançamentos e também nas vendas do mercado imobiliário nacional, o que pode dinamizar ainda mais a construção no próximo ano. Nesse contexto, vale ressaltar a importância do crescimento do financiamento com recursos da caderneta de poupança. Assim, mesmo com as dificuldades com o Programa Minha Casa, Minha Vida e os parcos investimentos públicos em infraestrutura e saneamento, o setor acumulou, nos primeiros dez meses do ano, um saldo positivo de 124 mil novas vagas com carteira assinada, o que correspondeu a 15% dos empregos formais gerados no período.

Importante destacar o quanto a construção civil ainda precisa fortalecer o seu crescimento.  Enquanto a taxa trimestral para o PIB total está 3,6% abaixo do pico da série atingido no primeiro trimestre de 2014, a construção civil está 30% abaixo do pico observado nesse mesmo período. Mesmo diante dessa situação, o início da reação do setor já contribui para impulsionar e dinamizar as atividades econômicas nacionais, como aconteceu nos últimos dois trimestres.

Os resultados do PIB deixam uma mensagem clara: a construção saiu do fundo do poço e mudou a rota.  Deixou de cair e começa a trilhar o caminho do crescimento.  Agora é essencial dar sustentabilidade a essa recuperação em todas as suas esferas de atuação, ou seja, além do mercado imobiliário, é necessário um impulso da infraestrutura. Certamente essa recuperação será gradual, mas com impactos socioeconômicos importantes.

Muito se destacou que o desempenho da economia sofreu as consequências positivas da liberação dos saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) sobre o consumo. É necessário avaliar outro resultado que poderia incrementar e dar mais sustentabilidade ao PIB. Os R$ 40 bilhões liberados do FGTS se fossem investidos na construção poderiam gerar 305 mil vagas diretas no setor. Considerando as vagas diretas e indiretas o número chegaria a 456 mil.

Diante da mensagem implícita nos resultados do PIB fica uma reflexão: já pensou como a economia nacional estaria crescendo e consolidando o seu desenvolvimento se a construção conseguisse recuperar completamente as suas atividades?

 

A coluna ‘Construção em foco’, divulgada quinzenalmente no CBIC Hoje+, é assinada por Ieda Maria Pereira Vasconcelos, economista da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e assessora econômica do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG).

O acompanhamento do tema tem interface com o projeto Banco de Dados da Construção, desenvolvido pela CBIC com a correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

*Textos divulgados neste espaço, não necessariamente correspondem à opinião institucional da CBIC.

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Janeiro/2021

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Nenhum evento

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-ES
SECOVI-SP
Ademi – MA
Sinduscon-AC
Sinduscon-Costa de Esmeralda
Sinduscon-JF
Sinduscon – Foz do Rio Itajaí
Ademi – ES
Sinduscon-CE
AEERJ – Associação das Empresas de Engenharia do Rio de Janeiro
Sicepot-RS
Sinduscon-JP
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Tekne Kiralama karın germe Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme retrobet epoksi vaporesso betpark giriş betgaranti kolaybet En iyi casino siteleri diyarbakır escort escort istanbul escort izmir izmir escort
X