Logo da CBIC

Agência CBIC

27/11/2017

Cláusula penal e perda de arras não se acumulam em caso de inexecução de contrato

É inadmissível a cumulação da cláusula penal compensatória com arras, prevalecendo esta última na hipótese de inexecução do contrato. Esse foi o entendimento da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ao julgar recurso especial interposto por uma construtora contra dois compradores de imóveis. Os compradores pretendiam desfazer o contrato de compra e venda, pois consideravam que ele se tornara muito oneroso. Porém, julgavam ilegítima a retenção pela empresa de 25% dos valores pagos a título de cláusula penal, além da retenção integral do sinal (arras). O Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) manteve a sentença que decretou a rescisão do contrato e assegurou à empresa a retenção de 10% de todos os valores pagos, inclusive o sinal, tudo a título de cláusula penal. Clique aqui para acessar íntegra de matéria sobre o assunto.

(Com informações do Notícias do STJ)

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-Oeste/PR
Sinduscon-Teresina
Sinduscon-RIO
Sinduscom-VT
FENAPC
SECOVI-SP
AEERJ – Associação das Empresas de Engenharia do Rio de Janeiro
Sinduscon-Joinville
APEMEC
Sinduscon-SM
Sinduscon-CE
Ascomig
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
X