Logo da CBIC

CBIC`s Agency

18/02/2014

Certificado ajuda a cumprir meta de uso da poupança

"Cbic"
18/02/2014

Valor Econômico

Certificado ajuda a cumprir meta de uso da poupança 

Por Felipe Marques | De São Paulo

Para cumprir a exigibilidade de recursos da poupança direcionados para o crédito imobiliário – em especial a fatia que precisa ser aplicada em imóveis de menor valor -, os bancos contam com mais instrumentos do que apenas o saldo das operações de financiamento habitacional registrado no balanço. Itaú Unibanco e Bradesco recentemente usaram uma das alternativas mais comuns para ocupar os recursos de poupança que precisam ser destinados ao imobiliário: a compra de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI).

São operações com características semelhantes. Os bancos "empacotam" uma parte de sua carteira de crédito imobiliário para pessoas físicas – que podem ser operações que ficaram fora dos limites do SFH – em um CRI e recompram essa emissão. Pela regra do Banco Central, os certificados ajudam a cumprir a fatia da poupança que precisa ser direcionada ao crédito imobiliário para imóveis de até R$ 500 mil (ou R$ 750 mil em algumas regiões). O BC, porém, estabelece fatores de ponderação ao peso de um CRI, e também impede que certificados com lastro em aluguel sejam usados para esse fim.

No Bradesco, R$ 812,6 milhões em créditos imobiliários foram transformados em CRI e recomprados pelo banco. "Cerca de 90% de nossa exigibilidade é preenchida com crédito mesmo. Os outros instrumentos respondem por apenas 10%", afirma o diretor de crédito do Bradesco, Cláudio Borges.

Já o Itaú lançou, em outubro do ano passado, uma emissão bilionária de CRI, no valor de R$ 4,376 bilhões, sendo que uma série subordinada de R$ 3,290 bilhões tem o banco como único investidor. A fatia restante de R$ 1 bilhão foi distribuída entre clientes do segmento de alta renda do Itaú.

Executivos que acompanharam a emissão afirmam que a cota subordinada cumpre duas funções. Primeiro, faz com que o banco consiga honrar o prazo de 38 meses que prometeu aos compradores dessa emissão, uma vez que a quitação antecipada dos empréstimos imobiliários é comum e pode comprometer a duração do CRI. Segundo, a cota subordinada ajuda no cumprimento da exigibilidade em um momento em que a poupança capta como nunca.

Além do CRI, há uma série de possibilidades envolvendo a aplicação de recursos da poupança que vão além do crédito. A regra do BC, por exemplo, prevê "multiplicadores" na conta da exigibilidade para empréstimos referentes a imóveis de baixo valor. Financiamentos para projetos envolvendo a área de saneamento também servem para cumprir a regra. Nos dois casos, são áreas que pouco atraem bancos privados. O capital de giro para incorporadoras é outra ferramenta que ajuda a bater a meta.

 


"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Construction Agenda

october/2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

No Events

Partners and Affiliations

Partners

 
Ademi – ES
Sinduscon-AP
FENAPC
Sinduscon-JF
Sinduscon-JP
Sinduscon-Extremo Oeste
ADIT Brasil
Sinduscon Anápolis
Sinduscon-BC
Sinduscon-PB
Sinduscon-Pelotas
Abrainc
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X