Logo da CBIC

AGÊNCIA CBIC

16/11/2023

CBIC debate processo de contratação do MCMV com a Caixa

Processo de contratação do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) faixa 1 FAR, foi destaque, nesta quinta-feira (16), durante a live Quintas da CBIC, promovida pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). 

O evento, mediado pelo vice-presidente da entidade, Eduardo Aroeira, teve como objetivo apresentar o passo-a-passo das novidades sobre fluxo de contratação, sistemas utilizados, documentação necessária e formulários para avaliação da nova fase do MCMV.

De acordo com o vice-presidente de Habitação de Interesse Social da CBIC, Clausens Duarte, a parceria com a Caixa é importante para sanar as principais dúvidas do setor. “A novidades trazidas buscam proporcionar maior celeridade nos processos para enfrentar o grande desafio que será de todo o Brasil, para iniciar o quanto antes as obras do programa habitacional”, pontuou.

O novo ciclo do programa MCMV faixa 1, com recursos do FAR, conta com a qualidade e o cumprimento dos prazos como principais pilares, destacou o diretor-executivo de habitação da Caixa, Rodrigo Wermelinger. “Nesse momento do MCMV faixa 1 nossas maiores preocupações são as melhores especificações com uma maior afinidade e compromisso orçamentário para que a gente não tenha descontinuidade e isso afete as nossas obras e, em contrapartida, uma qualidade e um prazo com o objetivo de entregar o que realmente os cidadãos precisam e saiam satisfeitos”, disse. 

Não existe sucesso do programa MCMV sem a participação efetiva das entidades da CBIC e do poder público municipal, apontou o superintendente nacional da Caixa, Raul Gomes. “A volta das contratações do faixa 1 do MCMV é um momento feliz para a Caixa. Estamos trabalhando juntos para ter uma contratação efetiva e com muita qualidade”, disse.

Outro ponto importante para o avanço dos projetos é a análise de engenharia, disse a gerente executiva da Caixa, Simone Monice. De acordo com Simone, a análise é feita com o objetivo de analisar a exequibilidade fisco-financeira das propostas para verificar se os custos previstos no projeto são compatíveis com a construção, explicou. Simone também apresentou o detalhamento da entrega dos documentos e sobre a Ficha Resumo do Empreendimento (FRE), que reúne as informações do empreendimento imobiliário de forma resumida. 

Durante a live, Simone ainda falou sobre a documentação necessária para o melhor andamento dos processos de contratação dos empreendimentos. “Apresentamos o olhar da Caixa com o intuito de encurtar os prazos e diminuir as tentativas e erros durante todo o processo, para que a gente consiga ter empreendimentos no menor tempo possível, com a maior qualidade possível”, afirmou. Confira a apresentação na íntegra com todos os detalhes! 

Christiano Romanholo, coordenador de engenharia da vice-presidência de Habitação da Caixa, destacou durante o evento a nova metodologia de custos realizada para habitação e apontou a importância da interlocução da Caixa com o mercado da construção para esse processo. “Um dos principais pontos que percebemos destaque é a simplificação do projeto na parte de habitação e equipamentos. Nesse novo modelo, visamos melhorar a comunicação com a construtora, com definições mais objetivas e efetivas. Além disso, a nova metodologia vai diminuir muito o tempo de análise”, afirmou. 

De acordo com o gerente nacional da Caixa, Marcelo Brasil, a partir da publicação da portaria de enquadramento da proposta, pelo Ministério das Cidades, o prazo previsto é de 150 dias para contratação. Durante as tratativas com o Ministério, Marcelo Brasil apontou a expectativa de a portaria conter uma etapa de 30 dias para ratificação das propostas. 

“Esta etapa de ratificação visa uma maior agilidade no processo para que tanto Mistério, quanto Caixa e setor da construção, tenha um mapa com a percepção de que realmente tem condições de avançar e que as construtoras têm interesse em prosseguir. Caso ocorram desistências, o Ministério ainda poderá selecionar novas propostas para que a gente consiga, efetivamente, cumprir o objetivo de contratar as 115 mil unidades para atender o déficit habitacional local”, pontuou Brasil.

O superintendente nacional da Caixa, Alexandre Cordeiro, reforçou o compromisso da equipe que, a partir da seleção, estará apta para  prestar todas as orientações necessárias “Nossa equipe está pronta para atender os processos e o faixa 1, em especial, estará entre as prioridades nos atendimentos das nossas filiais, para que  possamos avançar e cumprir os prazos necessários das operações”, corroborou. 

Clique aqui e assista o debate na íntegra.
Clique e baixe a apresentação.

As dúvidas que não foram sanadas durante a live, poderão ser encaminhadas para: [email protected]

O evento tem interface com o projeto “Melhorias para o Mercado Imobiliário”, da CII/CHIS da CBIC, em correalização com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

COMPARTILHE!

Junho/2024

Parceiros e Afiliações

Associados

 
Ademi – SE
Sinduscon-SM
ANEOR
Sinduscon-JP
Assilcon
Sinduscon PR – Noroete
ASEOPP
Sinduscon-RIO
Sinduscon-Porto Velho
Sinduscon-BC
Sinduscon – CO
Sinduscon-Mossoró
 

Clique Aqui e conheça nossos parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 

Parceiros

 
Multiplike
Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea