Logo da CBIC

AGÊNCIA CBIC

13/12/2022

CBIC anuncia vencedores do Prêmio de Inovação e Sustentabilidade

Os vencedores das cinco categorias da 24ª edição do Prêmio CBIC de Inovação e Sustentabilidade foram anunciados nesta quarta-feira (7), em Brasília, durante cerimônia promovida pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Organizado pela Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (COMAT) da CBIC, o evento tem o intuito de contribuir para a modernização da construção civil brasileira reconhecendo, premiando e divulgando soluções referentes à tecnologia e gestão da produção e relacionadas à sustentabilidade dos empreendimentos de construção. Só este ano, a edição contou com a inscrição de 88 projetos. 

A respeito da importância do evento, o presidente da COMAT, Dionyzio Klavdianos, destacou: “Esse é um dos mais longevos e importantes prêmios do setor da construção civil. É eclético e abrange toda a cadeia da construção, da academia e pesquisa aos produtores de softwares, passando, inclusive, pelas construtoras. O prêmio incentiva a profusão de inovação e zelo com a sustentabilidade, juntando tudo, o torna uma aura única”, afirmou.

Sobre a relevância dos projetos para o setor, Klavdianos destacou: “Todos os projetos foram interessantes, com bom conteúdo e em um estágio com o desenvolvimento avançado, alguns já estão sendo, inclusive, utilizados pelas construtoras. A partir de agora, nós vamos cuidar de aproximá-los mais de quem constrói. O maior invento do criador é ver a criatura em ação”, disse. 

Os destaques da noite foram: 

Categoria: Materiais e componentes

O projeto Desenvolvimento de argamassa autonivelante estabilizada e bombeada, representado pela empresa Bennter Argamassas concretos e serviços LTDA, foi o vencedor desta categoria. Nos resultados qualitativos demonstrados, apontam o aumento de produtividade nas obras, mantendo a capacidade resistente do material. 

Já referente ao impacto sobre a sustentabilidade,  o projeto diminui a necessidade de esforço humano, deixando o processo de contrapiso mais sustentável, de acordo com Tutikian. “O produto é industrializado, já vem pronto para uso, o que elimina a necessidade de estoques, diminui resíduos, melhora a limpeza e o ambiente da obra”, explicou Bernardo Tutikian, durante vídeo de apresentação na etapa final. 

“A argamassa autonivelante é uma grande evolução para contrapiso. Ela é extremamente fluida e fácil de trabalhar, sem a necessidade de mão de obra excessiva e geração de ruídos”, destacou. 

O premiado comemorou a vitória: “Ganhamos o prêmio materiais e componentes na 24ª edição do Prêmio CBIC de Inovação e Sustentabilidade e é uma honra muito grande. Esse foi um projeto realizado em conjunto entre Unisinos e a Bennter Argamassa, de argamassa nivelante. Estamos muito felizes!”, disse. 

Categoria: Sistemas construtivos

O projeto vencedor desta categoria foi sobre a Pré-fabricação de peças de eucalipto para uso na construção civil. O trabalho, resultado de uma parceria entre o grupo de empresas EPO – Empreendimentos, participações e obras LTDA e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), focou a inovação na construção com madeira, originária de floresta plantada de eucalipto. 

“Nós queremos trazer o uso da madeira na construção civil de maneira abrangente e de forma segura”, explicou Adriana Braga durante sua última apresentação como finalista da categoria. 

Após o resultado, as representantes da EPO, Adriana Braga comemorou: “Nós ficamos muito felizes de ter participado e ganhado o prêmio. É muito importante para nossa empresa e gostaríamos de agradecer ao nosso presidente, Gilmar, que foi mentor desse projeto, à Márcia, nossa diretora. A gente sabe a importância desse tema de inovação e sustentabilidade não só dentro da EPO, mas para o Brasil”, disseram. 

Categoria: Gestão da produção e pesquisa e desenvolvimento (P&D)

O vencedor desta categoria foi o projeto CECarbon – Calculadora de Consumo Energético e Emissões de Carbono na Construção Civil, apresentado pelo representantes do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Grandes Estruturas do Estado de São Paulo – SindusCon-SP. 

A iniciativa é uma ferramenta de mensuração de dois indicadores fundamentais na gestão dos tópicos mudanças climáticas e eficiência energética, durante a execução da obra e embutida em materiais desde a extração, até a chegada do canteiro. 

Durante sua última apresentação, antes do resultado, Liliam Sarrouf apontou a importância do projeto: “Estamos todos buscando uma transição para uma economia sustentável, eficiente e de baixo carbono e o setor da construção civil é muito estratégico nessa jornada”, explicou. 

Durante a cerimônia de premiação, a equipe comemorou. “Estamos muito contentes pelo prêmio CBIC de inovação e sustentabilidade, tem tudo haver com o trabalho que nós desenvolvemos, um projeto visando economia de baixo carbono, um assunto super atual sobre a sustentabilidade”, disse  Liliam. 

Categoria: Pesquisa acadêmica

O projeto Linha de montagem para a produção de habitações, vencedor desta categoria, foi resultado da tese de doutorado do professor André Luiz Vivan, desenvolvida na Universidade de São Carlos (UFSCar), sob orientação do professor José Carlos Paliari. 

A iniciativa é considerada uma “fábrica de casas”. Com todo o sistema de produção, o projeto busca ter como resultado a entrega de casas modulares. Utilizando os moldes da Lean Production, a fábrica seria capaz de entregar uma casa, aproximadamente, a cada 8 horas, segundo dados apresentados por Vivan. 

“Estou muito contente de ter participado do prêmio da CBIC com o projeto vencedor na categoria pesquisa acadêmica. Agradeço a Deus por permitir, à universidade de São Carlos em nome do professor José Carlos Paliari e à universidade federal de Itajubá. Eu espero que o meu projeto possa de alguma forma possa contribuir nas mudanças na construção civil brasileira que são necessárias. Muito obrigado!”, disse André Vivan.

Categoria: Start-up

Na última categoria, o projeto premiado foi Chatbot com inteligência artificial para gestão de obras. Representando a Aval Tecnologia da Informação LTDA, André Quinderé, explicou o surgimento da ideia. “O primeiro passo foi dado a partir da dificuldade de compilação de dados dentro das obras. O Chatbot, foi programado para enviar alertas e auxiliar na gestão conforme os resultados da produção e visa utilizar a inteligência artificial para atuar de forma integrada por meio do planejamento, gestão da produção, gestão da qualidade e indicadores de desempenho”, apontou. 

Quinderé já teve outro projeto premiado anteriormente e comemorou mais uma vitória. “Estamos muito felizes com a conquista do prêmio CBIC inovação e sustentabilidade e gostaria de agradecer a todos que votaram na gente e parabenizar a CBIC pela iniciativa, pelo apoio à inovação, e toda nossa equipe que fez parte dessa conquista”, disse André Quinderé. 

A iniciativa tem interface com o projeto ‘Prêmio CBIC de Inovação e Sustentabilidade’ da Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (COMAT) da CBIC, em correalização com o Senai Nacional.

COMPARTILHE!

Junho/2024

Parceiros e Afiliações

Associados

 
SECOVI- PB
Sinduscon – Foz do Rio Itajaí
Sinduscon-SP
Sinduscon-Vale do Itapocu
Sinduscon Chapecó
ADEMI – BA
Sinduscon-PB
Sinduscon-MG
ADIT Brasil
ASSECOB
Sinduscon – Lagos
Sinduscon-JP
 

Clique Aqui e conheça nossos parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 

Parceiros

 
Multiplike
Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea