Logo da CBIC

CBIC`s Agency

06/08/2014

Abramat vê segundo semestre melhor e um 2015 sem ruptura

"Cbic"
06/08/2014

DCI Online

Abramat vê segundo semestre melhor e um 2015 sem ruptura

SÃO PAULO

A Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) avalia ser possível um avanço real das vendas do setor acima de 6% no segundo semestre, de forma a compensar queda de 4,6% até junho e fechar o ano em alta de 2%. A retomada das vendas no varejo é o principal fator de otimismo.

"O segundo semestre tem uma base de comparação favorável, pois as vendas na segunda metade de 2013 não foram fortes. A sazonalidade também é sempre maior no segundo semestre, com a reforma dos lares para as festas de fim de ano. E com as vendas represadas de junho e julho, é natural haver uma recuperação", avalia o presidente da Abramat, Walter Cover.

O executivo reconhece que uma alta acima de 6% é arrojada e avalia que será preciso aguardar os números de julho e agosto para reafirmar a perspectiva de crescimento real de 2% em 2014. Em janeiro, a entidade acreditava em alta de 4,5%, revisada para 3% em maio e novamente rebaixada a 2% em julho.

O avanço de 22% nas vendas do varejo de material de construção em julho, em relação a junho, e de 5% na base anual, indicam melhora para a indústria mais a frente, diz Cover. Isso porque há um crescimento das importações e a venda de estoques. "O varejo ainda está estocado e não começou a comprar da indústria na mesma velocidade em que está vendendo", afirma. Mas, segundo ele, as indústrias já têm uma melhora na carteira de pedidos em agosto.

Desse modo, a Abramat espera um avanço de 4% nas vendas ao varejo no ano e de 1% a 1,5% nos segmentos imobiliário e de infraestrutura. Os três segmentos representam 50%, 28% e 22% das vendas de material de construção, respectivamente.

Para 2015, o representante da indústria não acredita em grande mudança na economia, qualquer que seja o candidato à presidência vitorioso. "Não deve haver grande mudança de impostos e a recuperação de tarifas deve ser gradual. O emprego continuará positivo e o aumento de renda deve continuar, embora menor", avalia Cover.

O executivo também espera uma melhora no patamar cambial, atividade mais intensa na área de infraestrutura com o início das obras licitadas este ano e as Olimpíadas no Rio e uma recuperação na oferta de crédito. "O crescimento do setor deve continuar acima do PIB, mas em patamares mais realistas do que em anos anteriores", prevê.



"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Construction Agenda

october/2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

No Events

Partners and Affiliations

Partners

 
Sinduscon Anápolis
Sinduscon-BNU
Sinduscon-Costa de Esmeralda
Sinduscon-Vale do Itapocu
Abrainc
Sinduscon PR – Noroete
ASBRACO
Sinduscon-GO
Sinduscon-RO
Ademi – ES
Sinduscon – Lagos
APEOP-SP
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X