Em 2018, será criado uma Comitê facilitador do processo BIM no Sinduscon-RS

A inclusão dos processos BIM na construção civil foi o tema do Workshop Implementação do BIM, realizado no dia 31 de outubro na sede do Sinduscon-RS, em Porto Alegre. A ação integra o projeto de Disseminação do BIM, uma iniciativa da CBIC e do Senai Nacional. O interesse pelo assunto provocou a colocação de cadeiras extras no Teatro do Sinduscon-RS, com capacidade para 130 lugares. Com o BIM é possível criar modelos virtuais de uma construção. A plataforma oferece suporte ao empreendimento ao longo de todas as suas fases, permitindo melhor análise e controle dos processos. Os modelos gerados contêm dados precisos para o apoio às tomadas de decisão nas etapas de concepção dos projetos, construção e operação, por meio de informações geradas nos processos BIM.

Segundo Raquel Ribeiro, gestora de Projetos e Inovação da CBIC, “O Road Show BIM foi criado com o objetivo de democratizar esta inovação e de desmitificar alguns pontos importantes aos interessados em aderir a esta inovação.” Porto Alegre, é a 12ª localidade e serão realizados outros dois eventos até o final do ano, em João Pessoa (6/11) e Campo Grande (29/11). A CBIC tem incentivado a formação grupos regionais, com a participação de agentes da cadeia produtiva locais, para desenvolvimento de ações no tema, destaca Raquel Ribeiro.

Para o vice-presidente do Sinduscon-RS, coordenador da Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (COMAT), Alexandre Dode de Almeida, o processo BIM já vem sendo trabalhado pela Entidade há muito tempo. É uma inovação complexa, que implica em quebra de paradigmas, e por outro lado, um processo irreversível para quem quiser se manter de forma competitiva no mercado.

O consultor da CBIC, Rogério Suzuki, fez a apresentação da coletânea BIM CBIC e destacou a importância do evento para informar sobre a necessidade da inovação para modernização dos métodos empregados na construção em todo o país. A modelagem com o conceito BIM trabalha com modelos 3D, assim facilita na adequação das informações dos projetos, antes mesmo do início da construção. Com esse tipo de tecnologia é possível fazer simulações como por exemplo, a análise da eficiência energética do empreendimento, além de análises sobre a seleção de materiais e outras decisões que impactam na redução de custos e prazos para execução em toda cadeia de produção.

Assinada por Wilton Catelani, a publicação traz os principais passos para a implantação da plataforma. Está organizada em cinco volumes: Fundamentos BIM, Implementação BIM, Colaboração e Integração BIM, Fluxos de Trabalho BIM e Formas de Contratação BIM. Acesse aqui a Coletânea!

Sobre a implementação dos processos BIM, Rodrigo Girardi, diretor da Quattro D, alertou para a necessidade de maior comunicação dos projetistas com incorporadoras e construtoras; atenção na contratação, com o detalhamento esperado e definição das entregas. “O BIM deve ser considerado um pólo gerador de mudança da empresa. Não pode ser visto somente sob o aspecto da engenharia, mas sim, de inovação. Ele muda o modelo de negócios da empresa, que passa a olhar para o BIM como parte estratégica dos seus movimentos.” A programação contemplou desenvolvedores de softwares BIM e apresentação de experiências bem-sucedidas de empresas do segmento.

(Com informações do Sinduscon-RS)

Compartilhe!

Eventos

 
 

Agenda da Construção

Setembro, 2018

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

Nenhum evento hoje

Núcleo de Seguros

 
Convenio de Seguros
 

Afiliações

 
CICA
FIIC
CNI
 

Publicações

Clique aqui para acessar todas as publicações da CBIC.

Parceiros

Clique aqui e conheça os parceiros da CBIC.

X
/* ]]> */