Logo da CBIC

AGÊNCIA CBIC

23/02/2024

Sondagem da construção aponta otimismo apesar da queda de índices

O setor da construção começou o ano de 2024 enfrentando uma redução tanto no nível de atividade quanto no de trabalhadores. Apesar de ser esperado um desempenho mais fraco em janeiro, os indicadores de atividade e emprego mostraram-se ligeiramente acima do esperado para o período, de acordo com a pesquisa Sondagem Indústria da Construção, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Os índices que medem a confiança e as expectativas caíram na passagem de janeiro para fevereiro. Ambos permanecem acima dos 50 pontos, o que indica que os empresários seguem otimistas, mas o otimismo está menos disseminado que no mês anterior. Já a intenção de investimento apresentou recuo, mas ainda se encontra acima da média histórica.

Para Ieda Vasconcelos, economista da CBIC, o setor tem enfrentado muitos desafios e é fundamental a estabilidade para o que os números avancem. “A construção civil, como todo setor produtivo, precisa de estabilidade para a realização de novos investimentos, pois eles são de longo prazo. O setor tem enfrentado muitos desafios, além de um cenário que indica menor ritmo de atividade da economia nacional em relação ao ano anterior e os juros que, apesar das quedas registradas ainda estão em patamar altas, o setor preocupa também com o fim da desoneração da mão de obra, por exemplo”, destacou.

O número de funcionários no setor também registrou uma diminuição pelo terceiro mês consecutivo, com o índice caindo para 44,9 pontos em janeiro de 2024. Apesar disso, esse valor ainda está acima da média esperada para o mês. A Utilização da Capacidade Operacional (UCO) avançou 2,0 pontos percentuais em janeiro de 2024, alcançando 68%, um aumento em relação ao mesmo período do ano anterior.

Além disso, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) da Indústria da Construção caiu 2,1 pontos em fevereiro de 2024, ficando em 53,4 pontos. Embora os empresários ainda demonstrem confiança, essa confiança está menos difundida e intensa, conforme indicam os componentes do índice.

Apesar da queda nos índices de expectativas em fevereiro de 2024, eles ainda se encontram acima dos 50 pontos, apontando para expectativas otimistas nos próximos meses. O índice de intenção de investimento na indústria da construção também apresentou uma redução, chegando a 44,5 pontos em fevereiro.

Diante desses resultados, fica evidente um começo de ano desafiador para a Indústria da Construção, porém com perspectivas otimistas para o futuro próximo. Leia na íntegra a Sondagem da Indústria da Construção

COMPARTILHE!

Abril/2024

Parceiros e Afiliações

Associados

 
Aconvap
Sinduscon-PR
Sinduscon – Lagos
SINDUSCON – SUL
Sinduscon-TO
Sinduscon-TAP
Sinduscon-Porto Velho
Assilcon
SINDICIG
Sinduscon-CE
Sinduscon-AP
ADIT Brasil
 

Clique Aqui e conheça nossos parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 

Parceiros

 
Multiplike
Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea