Logo da CBIC

Agência CBIC

24/08/2012

Projeto Escola de Música do Grotão, em SP, ganha prêmio mundial de construção sustentável da Holcim

Ouvir o cidadão é um dos pontos que a CBIC defende para que os municípios brasileiros desenvolvam e coloquem em prática um Novo Modelo de Gestão Urbana, que proporcione prosperidade, por meio do desenvolvimento sustentável, e felicidade aos moradores de uma região.

E quando essa ideia de escutar a comunidade, defendida pela CBIC, é colocada em prática espontaneamente, essa é uma experiência que deve ser compartilhada.

Foi assim que aconteceu com o projeto Escola de Música do Grotão na comunidade de Paraisópolis, em São Paulo, que recebeu ontem, dia 22, o prêmio Global Holcim Awards Silver 2012, uma honraria concedida aos projetos com características inovadoras e sustentáveis nos âmbitos tecnológico, ambiental, socioeconômico e cultural.

Os arquitetos Alfredo Brillembourg (Venezuela/Suíça), Hubert Klumpner (Áustria/Suíça) e sua equipe de design multinacional do Urban-ThinkTank (U-TT, Brasil) ouviram as pessoas que usarão a Escola de Música do Grotão para identificar suas necessidade e aí, sim, projetar o empreendimento.

Essa atitude é louvável e poderia ser copiada por todos aqueles que têm a responsabilidade de planejar, projetar, criar um empreendimento.

O presidente da CBIC, Paulo Simão, que participou da cerimônia de entrega do prêmio, comenta que a participação do cidadão é fundamental. “As pessoas devem sempre participar dos processos, ser ouvidas, dizer quais as suas demandas e necessidades. Elas devem, inclusive, ajudar a definir a vocação de sua cidade e também monitorar as políticas públicas implantadas ali”, diz Simão.

A qualidade do projeto é inquestionável. Tanto que foi elogiado por seu conceito unificador, instalações culturais especiais, qualidade arquitetônica e envolvimento integrado da comunidade local em uma abordagem de planejamento e gerenciamento socialmente inclusiva.

O CEO da Holcim, Bernard Fontana (Suíça), parabenizou os vencedores do prêmio pela aplicação de qualidade arquitetônica e conscientização contextual ao projeto.

“Nós consideramos a sustentabilidade não como um desafio técnico, mas como uma atitude profissional de todos os profissionais da construção civil, o que conduz a uma maior qualidade de vida – em países em desenvolvimento, economias emergentes e nações industrializadas,” declarou.

O presidente da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis, Joildo Santos, agradeceu aos arquitetos da Urban pelo projeto à altura da comunidade de Paraisópolis, que segundo ele, será ocupado por projetos tão importantes para a juventude da comunidade.

“Agradeço a todos os envolvidos por terem aberto o diálogo com a comunidade, possibilitado que hoje tenhamos um programa de urbanização que busca atuar em sintonia com Paraisópolis.” As obras da Escola de Música do Grotão, de acordo com a Secretária Adjunta da Habitação, Bete França, devem ser iniciadas em outubro deste ano e tem duração prevista de 12 a 15 meses.

Agenda de Eventos e Transmissões

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-MT
Ademi – AL
Sinduscon-JF
SECOVI- PB
FENAPC
Sinduscon-Joinville
Sicepot-PR
Sinduscon-TO
Ademi – MA
Sinduscon-RR
Assilcon
Ascomig
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC