Logo da CBIC

Agência CBIC

12/08/2019

Entrevista: BIM e SST em Canteiros de Obras

A utilização da ferramenta Building Information Modeling (BIM) na área de Segurança e Saúde no Trabalho (SST) nos canteiros de obras vem ganhando cada vez mais adeptos – com projetos em andamento –, por integrar informações sobre todo o ciclo de vida da obra e sobre todas as etapas e componentes de cada parte de uma edificação, permitindo acesso e colaboração por parte de todos os profissionais envolvidos na integração dos requisitos de SST do empreendimento.

Para falar sobre o tema BIM e SST em Canteiros de Obras, dentro da série ´SST na Indústria da Construção’, da Comissão de Política de Relações Trabalhistas (CPRT) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o CBIC Hoje+ ouviu Dionyzio Klavdianos, vice-presidente da área de Inovação da CBIC, que destacou a participação da entidade na disseminação do uso da tecnologia e na integração das questões referentes à SST.

Lembramos que as matérias, entrevistas e artigos que compõem o especial de SST da CBIC poderão ser acompanhados até o final deste mês de agosto em edições do CBIC Hoje+ e no site da entidade – nas áreas Agência de Notícias e CPRT/CBIC, no ícone Acervo – Série ‘SST na Indústria da Construção’.

Acompanhe a série e conheça as iniciativas que a construção civil e o mercado imobiliário vêm desenvolvendo ao logo dos anos para o bem-estar dos seus trabalhadores.

Se você conhece boas iniciativas, a exemplo das que serão divulgadas na série, compartilhe com a CPRT/CBIC para que elas também possam ser disseminadas nacionalmente.

Confira, a seguir, trechos da entrevista exclusiva concedida por Klavdianos, também presidente da Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (Comat) da CBIC.

 

CBIC Hoje+: O que é o Building Information Modeling (BIM)?

Dionyzio Klavdianos: O Building Information Modeling ou Modelagem da Informação da Construção é um modelo virtual constituído por informações geradas e mantidas durante todo o ciclo de vida de um edifício. Trata-se de uma das mais importantes e acessíveis inovações correlatas à construção civil ocorridas nos últimos tempos, com potencial para transformar o gerenciamento de processos.

 

C.H.+: Quais as potencialidades do BIM para a indústria da construção?

D.K.: O BIM relaciona-se com todas as etapas de um empreendimento, desde a sua concepção até sua manutenção. A possibilidade de interação prévia no mundo virtual minimiza a possibilidade de não conformidades e potencializa ações de melhorias.

 

C.H.+: Na sua avaliação, quais os benefícios adicionais do BIM para a arquitetura e a engenharia nacional?

D.K.: Sem perder de mente que é necessário continuar estudando muito para se formar e evoluir na profissão almejada, o BIM possibilita ao profissional cuidar mais de pensar, planejar, analisar, resolver, decidir com propriedade, transformar, em vez de gastar tempo em atividades repetitivas e que exigem mais suor que neurônios.

 

C.H.+: Como tem sido a aderência das empresas à implementação dos processos BIM no Brasil? E qual tem sido o papel do governo?

D.K.: Hoje já há mais sinais perceptíveis de que entidades e associações de classe estão mais preocupadas em disseminar a tecnologia e, trabalhando nesse sentido, muitas vezes até integradas, o que facilita. O governo também, desde que definiu como meta investir em BIM nas obras públicas não tem estagnado o processo, que já perdura há três governos distintos, também nesse caso é visível iniciativas generalizadas de implementação de concorrências públicas em diversos ministérios e secretarias a nível federal e municipal.

 

C.H.+: Na sua avaliação, como foi o envolvimento das diversas partes da cadeia e ao que você atribui os bons resultados do projeto BIM Colaborativo, de iniciativa da CBIC?

D.K.: Acima da expectativa, embora frisando que participaram do projeto mais empresas pequenas e médias. Todas as empresas que começaram o curso terminaram e o público era bem eclético, com representantes de construtoras e diversas modalidades de projetistas participando. Deu certo porque passamos um ano debatendo e preparando um programa para o curso e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) ajudou a financiar o investimento dos participantes.

 

C.H.+: O BIM pode ser aplicado na integração dos requisitos de Segurança e Saúde no Trabalho (SST) das obras?

D.K.: Sim, já há projetos em andamento neste sentido.

 

C.H.+: Quais as vantagens da utilização do BIM em SST nos canteiros de obras?

D.K.: As mesmas da obra como um todo. Veja, se você pensar como melhoria a didática e a absorção do aprendizado e se pudermos mapear todas ou grande parte das situações de risco de uma obra no mundo virtual, a possibilidade de assimilação dos perigos por parte da gerência da obra e operários será bem maior, inclusive focando nas principais causas de morte.

 

C.H.+: Qual a participação da CBIC na disseminação do uso da tecnologia BIM e, mais especificamente, na integração das questões referentes à SST?

D.K.: Há cinco anos que a CBIC não para de lançar projetos novos e cada vez mais evoluídos sobre BIM. Para este ano, uma parceria com o Senai Nacional vai viabilizar expandir o BIM colaborativo para seis novas capitais, já não mais como piloto. Sobre SST começamos a entabular parceria com a Comissão de Política de Relações Trabalhistas (CPRT) da CBIC para evoluir sobre assunto tão candente.

COMPARTILHE!

Agenda da Construção

Novembro, 2019

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

Nenhum evento hoje

Eventos

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduson – GV
Sinduscom-NH
Sinduscon-RO
Sinduscon-Rio Grande
Sinduscon Sul – MT
Sinduscon-TAP
Sinduscon-AP
Sinduscon-SP
Sinduscon-BNU
APEMEC
Ademi – GO
ADIT Brasil
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
X