Evento 92° ENIC 2020 - 100% Online | Inscreva-se já!
Logo da CBIC

CBIC`s Agency

01/08/2011

Em clima de contagem regressiva para os jogos

"Cbic"
01/08/2011 :: Edição  147

 

Jornal O Globo/BR 31/07/2011
 

Em clima de contagem regressiva para os jogos

Empresas buscam soluções para potencializar negócios até 2016

 É por saberem que a realização da Copa e das Olimpíadas no Brasil vão exigir esforços não só do governo, mas também da iniciativa privada, que pequenas, médias e grandes empresas já estão se movimentando para otimizar processos antes de os eventos chegarem. O objetivo é potencializar os negócios para aproveitar ao máximo os investimentos que serão gerados por aqui entre 2013 – a partir da Copa das Confederações – e 2016. As estratégias vão desde a formação de equipes especiais para elaborar novos produtos e serviços com foco nos jogos até a reformulação completa dos modelos de negócios.
 Patrocinadora global do Comitê Olímpico Internacional (COI), a Dow, de tecnologias e soluções para a indústria química, tem uma meta ousada pela frente: atingir a marca de R$ 1 bilhão em vendas extras entre os anos de 2010 e 2020, período de vigência do acordo. Para isso, a empresa sentiu a necessidade de criar uma nova estrutura, focada apenas nos Jogos Olímpicos.
 À frente do time, formado por pessoas de várias áreas – administração, relações públicas e comunicação, por exemplo – está o executivo Sandro Sato, de apenas 27 anos. Formado em marketing pela Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, o profissional assumiu, há seis meses, o cargo de gerente de Novos Negócios do Segmento de Infraestrutura.
 – A ideia é gerir estratégias de produção local e pensar em novos negócios, com foco nas Olimpíadas, que estejam de acordo com os princípios da sustentabilidade. O desafio é influenciar toda a cadeia de fornecedores e, ao mesmo tempo, fazer com que a comunidade se beneficie dos projetos – resume Sato.
 Rio poderá gerar 453 tipos de negócios  
 – Um deles é a produção de resinas plásticas que podem ser usadas tanto nas cadeiras das arenas esportivas quanto nas embalagens dos alimentos servidos nos eventos. A empresa também investe na confecção de pás de captação de energia eólica e painéis de isolamento térmico para garantir melhor eficiência energética de prédios, residências e ginásios.
 – Contamos com um portfólio diversificado de soluções em vários segmentos que serão impactados pela Copa e pelas Olimpíadas, principalmente em infraestrutura. Por isso precisamos de pessoas capazes de lidar com projetos complexos, de longo prazo – diz Sato.
 A preocupação com infraestrutura também motivou a IBM a nomear o executivo Pedro Almeida para o cargo de diretor de Cidades Inteligentes. O engenheiro eletrônico – com MBA em administração de negócios – tem como meta aplicar soluções tecnológicas para aprimorar a qualidade de serviços básicos – como transporte, saúde, energia, segurança e educação – de grandes metrópoles. No caso do Rio, parcerias com as entidades governamentais e líderes empresariais farão parte da sua missão corporativa antes e durante os Jogos.
 – Para as cidades sustentarem seu crescimento, elas precisam se expandir de forma inteligente. A infraestrutura que suporta serviços vitais precisa responder adequadamente às necessidades da população. E a tecnologia é uma ferramenta que pode ajudar nesse processo – explica Almeida. – Com a proximidade dos mega eventos esportivos, é o momento de começarmos a preparar as cidades brasileiras para sediá-los.
 Para permitir que as micro e pequenas empresas também se beneficiem dos investimentos gerados pelos eventos, o Sebrae acaba de divulgar um estudo, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que mostra que o Estado do Rio poderia gerar 453 tipos de negócios em nove setores: construção civil, serviços, comércio varejista, turismo, TI, têxtil e vestuário, madeira e móveis, agronegócio e produção artesanal. Com base nessas informações, o objetivo é aplicar programas de consultoria, inovação e acesso a mercados para cerca de 350 estabelecimentos que já demonstraram interesse em não perder esse bonde.
 – Estamos levantando como as micro e pequenas empresas podem se preparar para acelerar seus processos competitivos. A maioria ainda apresenta problemas de gestão, qualificação de mão de obra e falta de padronização de produtos e serviços. A ideia é que busquem parcerias, passem a investir em novos equipamentos e aperfeiçoem seus processos de contratação – diz Vinicius Lages, gerente de Atendimento Coletivo de Serviços do Sebrae.
 
"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Construction Agenda

december/2020

Filter Events

mon

tue

wed

thu

fri

sat

sun

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

04dec09:0013:00Reunião Virtual do Conselho de Administração e Assembleia Geral Ordinária da CBIC09:00 - 13:00 Via Zoom

Partners and Affiliations

Partners

 
Sinduscon-RR
Sinduscon – Vale
SECOVI-SP
Sinduscom-VT
Sinduscon-RO
Ademi – PR
Sinduscom-NH
Ademi – SE
Sinduscon-CE
Sinduscon-Mossoró
SINDUSCON SUL CATARINENSE
Sinduscon-Porto Velho
 

Click Here and check our partners

Affiliations

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X