Logo da CBIC

Agência CBIC

25/04/2011

Desafios à construção civil

 

 
25/04/2011 :: Edição 083

Jornal Estado de Minas/BR – 24/04/2011
desafios à construção civil

Além da falta de terrenos, construtoras precisam lutar contra entraves
legais e topográficos para dar conta da demanda
Júnia Leticia
 

Como se não bastasse a carência de terrenos que o mercado imobiliário tem que lidar, há uma série de outros entraves
e aspectos a serem considerados. A importância da disposição da torre no
empreendimento, os desafios topográficos que as construtoras devem superar para
garantir uma boa ventilação, uma vista bonita (e permanente) e a própria
funcionalidade dos prédios são alguns deles.

Engenheiro da RKM Engenharia, Rogério Noronha reconhece que há desafios
naturais a serem superados para se conseguir alinhar o projeto às condições
encontradas no terreno. "Um dos desafios que enfrentamos é o tipo de solo,
que, em Belo Horizonte, varia desde os com muitas pedras – que precisam ser
dinamitadas e aumentam o custo da construção e, muitas vezes, atrasam as obras
-, a solos de terrenos instáveis, que necessitam de um maior investimento em fundações",
destaca.

Rogério Noronha diz, ainda, que Belo Horizonte é uma cidade com o relevo
muito acidentado, que tem terrenos com desníveis acentuados, fazendo
necessárias obras de contenção – muros de arrimos, gabiões, entre outras – para
manter a estabilidade do terreno. "Por fim, há as chuvas, que impedem a
execução de vários serviços na obra, tanto em áreas internas quanto
externas", completa o engenheiro.

Além dos desafios que são comuns em todas as grandes cidades, como
localização e custo, a arquiteta da Construtora Atrium, Michella Vieira,
destaca a topografia do terreno, a qualidade do solo – principalmente próximo
às rodovias – e o alto nível do lençol freático em alguns pontos da cidade.
"Sem contar a questão da iluminação, ventilação e bom aproveitamento do
terreno de acordo com a legislação vigente", acrescenta.

Michella diz que é importante considerar todos esses aspectos para que não
haja surpresas no futuro, envolvendo o custo da obra, valor final de venda e
satisfação do comprador. "Isso porque, ao investir em um imóvel, o
consumidor procura por uma boa localização, vista bonita, ventilação e
amplitude nos ambientes", conta a arquiteta.

VIDA ÚTIL O engenheiro Rogério Noronha chama a atenção, ainda, para a
importância de se tomar precauções relativas à topografia do terreno a fim de
se evitar imprevistos, como deslizamentos de terras. "É preciso considerar
esses aspectos para manter a integridade estrutural dos prédios e aumentar a
vida útil dos empreendimentos."

No que diz respeito a aspectos que envolvem a elaboração do projeto em se
tratando de conforto, o diretor-financeiro da Prisbel, Luciano Muniz, observa
que, imóveis, nos quais fatores como iluminação e ventilação natural são
considerados, têm maior liquidez e são mais valorizados. "Além disso, há
uma preferência pelos apartamentos em que a incidência dos raios solares seja no
período da manhã, que dá um conforto térmico."


 

"banner"   "banner"   "banner"   "banner"  

 

"Cbic"

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Janeiro/2021

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

Nenhum evento

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon – Grande Florianópolis
Sinduscon-ES
AELO
ADEMI-AM
Ademi – AL
Sinduscon – Norte
Sinduscon-MT
ASSECOB
Sindicopes
Sinduscon – Lagos
AEERJ – Associação das Empresas de Engenharia do Rio de Janeiro
Sinduscon Chapecó
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Tekne Kiralama karın germe Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme retrobet epoksi vaporesso betpark giriş betgaranti kolaybet En iyi casino siteleri diyarbakır escort escort istanbul escort izmir izmir escort
X