Logo da CBIC

Agência CBIC

25/07/2011

Construção segue no foco

"Cbic"
25/07/2011:: Edição  142

 

Jornal do Commercio RJ/RJ 25/07/2011
 

Construção segue no foco

 O setor de construção civil foi o grande destaque da semana passada,beneficiadas com a expectativa de que o Banco Central tenha encerrado o atual ciclo de altas da taxa básica de juros e depois que o mercado teve ciência dos números operacionais das companhias para o segundo trimestre. A expectativa dos analistas é que as altas dos papéis das imobiliárias continuem nesta semana.
 A maior valorização entre os papéis do Ibovespa na semana passada ficou com Gafisa, cotada a R$ 7,71, depois de subir 15,42%.Rossi Residencial galgou 9,76%, a R$ 12,60;MRV Engenharia evoluiu 9,71%, a R$ 12,31; PDG Realty se apreciou 8,34%, a R$ 8,70; Cyrela fechou com alta de 8,3%, a R$ 15,79 e Brookfield ganhou 3,53%, a R$ 7,03. "Esta semana será interessante", comentou Manuel Lois, diretor da Spinelli Corretora. "Na semana passada, a Bolsa teve uma recuperação com um componente emocional, ao sabor das notícias externas e das políticas internas para conter a inflação.
 Há espaço para uma continuação desta recuperação, já que no acumulado do mês, o Ibovespa ainda está em queda (de 3,42%)".
 Os balanços das construtoras começam a ser conhecidos na segunda semana de agosto.
 A Itaú Corretora não espera grandes surpresas nos números. "Como os dados preoperacionais já foram divulgados, o foco deve se voltar para as margens, queima de caixa e níveis de alavancagem.De maneira geral, as companhias devem apresentar crescimento na receita sobre o primeiro trimestre, por conta da aceleração das construções", avaliou a equipe do banco, em relatório.
 Os resultados corporativos também influenciaram as oscilações dos papéis da Natura.
 A ação ON da companhia se desvalorizou 4,49%, a R$ 34,50 na semana passada. O balanço do segundo trimestre prejudicou o desempenho da ação. A Concórdia Corretora acredita em uma melhora na performance da empresa e com recuperação gradual de margens.
 Já a Itaú Corretora reduziu o preço-alvo da companhia, apesar de manter uma visão positiva. "Apesar da desaceleração ligeiramente mais rápida, não vemos mudanças estruturais em termos de oportunidades de crescimento, e acreditamos que a empresa esteja no rumo certo para manter sua participação de mercado.Nosso ajuste de projeção indica uma queda de 7,7% no preço-alvo, para R$ 43,8/ação.Reiteramos a nossa recomendação de market-perform".
 Engrossando a ponta vendedora, papéis de empresa de telecomunicação declinaram.Tele Norte PN se desvalorizou 5,87%, a R$ 21,50; Tele Norte ON se depreciou 5,26%, a R$ 23,40; Oi PNA involuiu 3,24%, a R$ 44,50 e Brasil Telecom PN caiu 1,12%, a R$ 13,25. As ações repercutiram os avanços do Plano Geral de Metas. Papéis de siderúrgicas também caíram Usiminas PNA perdeu 2,76%, a R$ 11,63;CSN ON fechou em queda de 1,62%, a R$ 17 e Gerdau PN se desvalorizou 0,81%, a R$ 18,35.

 


"Cbic"

 

COMPARTILHE!

Agenda de Eventos e Transmissões

Outubro/2020

Filtrar eventos

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

Dom

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

29Out17:0018:30Quintas da CBIC: Cidadania e desenvolvimento: O futuro dos municípios17:00 - 18:30 Via Zoom

Parceiros e Afiliações

Parceiros

 
Sinduscon-PB
APEOP-SP
Sinduscon-MA
Sinduscon-SE
ADEMI-AM
Sinduscon – Lagos
ADEMI – BA
Sinduscon Anápolis
Sinduscom-VT
Ademi – PR
AEERJ – Associação das Empresas de Engenharia do Rio de Janeiro
APEOP-PR
 

Clique aqui e veja todos os parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 
Estetik Ankara özel kurtaj meme büyültme vaporesso diziizlepaylas betpark giriş betgaranti kolaybet oleybet diyarbakır escort escort istanbul escort izmir
X