Logo da CBIC

AGÊNCIA CBIC

12/05/2023

CBIC debate BIM dentro das obras industriais

O uso do Building Information Modeling (BIM) em obras industriais foi tema de painel no 96º Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC), promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em abril. A discussão contou com a presença de especialistas do setor e teve como destaque o case da fase dois do projeto de descaracterização da barragem Germano da Samarco.

O projeto, que tem como objetivo reduzir os riscos ambientais na região de Mariana (MG), é considerado um dos maiores desafios da indústria da construção. Segundo Thiago Gomes, diretor de Desenvolvimento e Sustentabilidade da Reta Engenharia, responsável pela obra, o uso do BIM tem sido fundamental para o sucesso do projeto.

“O BIM é uma ferramenta que tem nos ajudado a garantir a eficiência e a segurança da obra. Com ele, conseguimos ter uma visão completa do projeto, desde o planejamento até a execução, o que nos permite identificar problemas e corrigi-los antes que eles aconteçam”, afirmou durante o debate.

Mas para que o projeto seja executado com sucesso, Gomes afirmou ser  preciso engajar as pessoas. “Essa é a peça fundamental do BIM, porque você precisa fazer as pessoas acreditarem que aquilo é algo que gera valor e que vai de fato melhorar muito o controle e a gestão das obras”, pontuou. 

Além do BIM, a obra também está utilizando outras tecnologias, como o Lean Construction e a Realidade Aumentada (RA), para garantir a eficiência e a qualidade da construção. Lucas Fukuda, arquiteto master da Reta Engenharia, explicou que o uso dessas tecnologias tem permitido um planejamento e fiscalização 4D da obra. 

“Com o uso do Lean e da RA conseguimos fazer uma simulação completa da obra, desde a concepção. Isso garante a segurança, a eficiência e a qualidade da construção”, contou Fukuda, ao complementar que o “BIM pode ser o elo de integrar o processo construtivo para melhorar as interações entre as equipes de planejamento e qualidade”. 

Trazendo o ponto de vista técnico, Alexandre Miranda, da International Partners da ACCA, destacou a importância de escolher um software adequado para cada etapa do projeto, levando em consideração as necessidades e particularidades da obra. Além disso, ele ressaltou a importância da capacitação dos profissionais envolvidos na implementação do BIM, para garantir o uso correto e eficiente do software.

“O software é uma peça fundamental no processo de implementação do BIM, mas é importante lembrar que não se trata apenas de escolher o software mais avançado, mas sim o mais adequado para cada etapa do projeto. Além disso, é fundamental capacitar os profissionais envolvidos, para que possam utilizar o software da forma mais eficiente possível”, finalizou Miranda.

Este painel tem interface com o projeto “Sustentabilidade das Empresas de Obras Industriais e Corporativas” (COIC/CBIC), em correalização com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

O 96º Enic foi realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), contou com a parceria da FEICON; o apoio do Sesi e do Senai; e teve o patrocínio da Caixa Econômica Federal, Sebrae, Mútua, Zigurat, Totvs, Mais Controle, CV, Sienge, Orçafascio, Kone, PhD Engenharia, Alto QI, Acate, Brain e Ingevity.

COMPARTILHE!

Março/2024

Parceiros e Afiliações

Associados

 
Sinduscon-MS
Sinduscon PR – Noroete
Sinduscon-JP
Sinduscon-Pelotas
Sicepot-RS
Ademi – MA
Sicepot-PR
AEERJ – Associação das Empresas de Engenharia do Rio de Janeiro
Sinduscon – Vale do Piranga
APEOP-PR
Ascomig
Sinduscon Chapecó
 

Clique Aqui e conheça nossos parceiros

Afiliações

 
CICA
CNI
FIIC
 

Parceiros

 
Multiplike
Mútua – Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea