Logo da CBIC
01/05/2018

REUNIÃO DA CII, NO ÚLTIMO DIA 27/04, DEBATEU IMPORTANTES ASSUNTOS PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO

A Comissão da Indústria Imobiliária-CII, da CBIC, realizou, dia 27/04/18, mais uma reunião, desta vez na sede do SECOVI-SP.

Estiveram presentes, além dos integrantes da Comissão e representantes de entidades de vários estados, o presidente e vice-presidente de habitação da Caixa, além do presidente do Conselho Jurídico da CBIC- CONJUR.

Nelson Antônio de Souza, presidente da Caixa, apresentou o novo organograma da Caixa, informando que agora é um conglomerado, com 88 milhões de clientes. Esclareceu que a Caixa é o maior banco público da américa latina. O 1º em poupança, com R$ 276,7 bilhões, o 1º em habitação, com R$ 431,7 bilhões, o 1º em depósitos, com R$ 506,2 bilhões, o banco com a maior carteira de crédito e de ativos, com R$ 706,3 bilhões e R$ 2,1 trilhões, respectivamente.

Ressaltou a importância do cadastro positivo, que está sendo implantado, para a economia do País. Esclareceu que, com esse cadastro, os juros baixam, a economia volta a crescer.

Mostrou que foi grande o crescimento do crédito imobiliário, no Brasil, na última década, mas chamou atenção para a participação desse crédito no PIB, que ainda é muito pequena, apenas 9,5%. Concluiu que ainda tem muito para crescer, principalmente pelo grande déficit habitacional existente no País e informou que a Caixa está se preparando para continuar o crescimento com LIG, CRI, LCI e captações internacionais.

Com relação ao PMCMV, enfatizou que o elevado déficit habitacional no Brasil, concentrado nas faixas de renda menos favorecidas, reforça a necessidade de programas como o MCMV. Informou que em dez/17, o PMCMV atingiu a marca de 5 milhões de unidades contratadas e que, até fev/18, já foram entregues 3,75 milhões de UH, quantidade suficiente para abrigar a população da Cidade de São Paulo, destacou. Para 2018, informou que a previsão é de contratar 650 mil unidades habitacionais.

Nelson também apresentou as novas condições de financiamento, destacando:

-Redução de até 1,25% nas taxas de juros no SBPE, resultando em 9% a.a. no SFH e 10% no SFI;

-Elevação da cota de financiamento de imóveis usados de 50% para 70%;

-Volta do interveniente quitante, tanto para SBPE quanto FGTS

Encerrou sua fala enaltecendo a importância do Setor, que faz do Brasil um País melhor.

Foi apresentada uma prévia dos indicadores do mercado imobiliário para o 1º trimestre de 2018, que serão apresentados no 90º ENIC e em coletiva de imprensa agendada para 24/05 e cujos resultados surpreenderam positivamente. Segundo o presidente da CII, Celso Petrucci, o mercado está retomando. A fase do grande volume de estoque está ficando para trás. A economia está crescendo, está sendo gerado emprego com carteira assinada, a selic está na faixa de 6,5% e as taxas de juros para crédito imobiliário também diminuíram. São Paulo, por exemplo, vem mostrando significativa melhora desde o trimestre anterior.

Um dos pontos autos desta reunião da CII, foi a participação do presidente do CONJUR, José Carlos Gama, que falou sobre o evento realizado dia 25/04, no STJ, com uma boa repercussão para o setor. Apresentou alguns pontos já pacificados pelo judiciário, em relação ao mercado imobiliário e ressaltou a importância de compartilhar os problemas, porque, às vezes, os advogados que estão fora do problema podem conseguir pensar melhor numa solução. Reforçou a importância de as entidades enviarem representantes para participar das reuniões do CONJUR, que tem o objetivo de agir preventivamente, buscando trazer orientações às entidades.

*** CLIQUE AQUI *** para ver a apresentação da Caixa

*** CLIQUE AQUI *** para ver a apresentação sobre Indicadores do Mercado Imobiliário

*** CLIQUE AQUI *** para ver a apresentação do CONJUR

*** CLIQUE AQUI *** para ver a apresentação sobre Cartórios

Agenda CII

Março, 2023

X