Logo da CBIC
16/12/2020

Área de inovação da CBIC apresenta balanço das atividades em 2020

O trabalho integrado do setor da construção civil 2020, mesmo com os desafios impostos pela pandemia da Covid-19, foi destacado na reunião da Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (Comat), da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). O encontro ocorreu por meio de videoconferência na terça-feira (15) e encerra as atividades do colegiado este ano.

Entre as atividades desenvolvidas pela Comat, durante 2020, está a integração das construtoras no enfrentamento da alta dos preços dos insumos básicos e em muitas localidades, chegando ao desabastecimento. Em relação ao aço, este cenário demandou medidas como unificação do setor, através de ação conjunta da CBIC e da Coopercon Brasil, para a importação de pelo menos 25 mil toneladas de aço. A negociação está em andamento e deve atender ao mercado de diversas unidades da Federação. Somado às tratativas com o governo federal para a isenção de impostos sobre a importação de materiais estão contidas dentre outras frentes de ação da Comat para fazer frente à elevação dos custos para o setor. O tema segue em discussão.

Além disso, a organização do 23º Prêmio CBIC de Inovação e Sustentabilidade de forma totalmente on-line permitiu a prospecção de projetos totalmente alinhados à proposta da premiação.

A interação virtual é, inclusive, uma experiência a ser fortalecida em 2021, segundo o presidente da Comat, Dionyzio Klavdianos. “Tivemos que correr atrás de muita coisa esse ano e, mesmo assim, nos dedicamos à Comissão. Isso mostra a importância que cada um de vocês tem para o setor. As reuniões on-line têm viabilizado a participação de todos, prova de que a tecnologia veio para somar”, avalia.

Balanço das atividades

Na reunião também foram apresentados o andamento da revisão da Norma de Desempenho, submetida a consulta nacional, e dos estudos preliminares da Norma de Garantias. A construção das duas propostas resulta de estudo e diálogo entre os envolvidos, como destacou a superintendente do Comitê Brasileiro de Construção Civil, (ABNT/CB-02), Lilian Sarrouf. “O setor se alinhou. Isso é muito importante”, afirmou. Esse também é o entendimento do coordenador do grupo, Fábio Villas Bôas. “O setor está maduro”, disse.

Nesse sentido, a Comat monitorou todas as alterações de normas técnicas para o setor da construção feitas este ano. Foram cerca de 340 normas, segundo levantamento elaborado pelo Grupo de Acompanhamento de Normas Técnicas (Gant) da Comissão. “Precisamos da participação de todos no sentido de contribuir com esses estudos”, destacou o líder do Gant, Roberto Matozinhos, representante do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Minas Gerais (Sinduscon-MG)

O balanço das atividades no âmbito do Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H) foi feito pelo representante da COMAT no Comitê Nacional de Desenvolvimento Tecnológico da Habitação (CTECH), Marcos Galindo, do Sinduscon-BA. “As ações de inovação são o objetivo do PBQP-H em 2021”, comentou.

A incorporação de novas formas de produzir tem sido estimulada, inclusive, com a implementação do BIM Colaborativo. A expectativa é que, no ano que vem, o projeto-piloto, adotado em Brasília, se expanda para outras cidades.

Veja mais informações.

As palestras da reunião e a 23ª edição do Prêmio CBIC de Inovação e Sustentabilidade integram o projeto “Inovação e Tecnologia”, realizado pela CBIC, por meio da sua Comissão de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (Comat), com a correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

Agenda COMAT

Janeiro, 2023

X