Logo da CBIC
18/01/2022

Marco Legal do Saneamento garante mais investimentos para o setor

Com mais de um ano de vigência, o secretário nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Pedro Maranhão, avalia o Marco Regulatório do Saneamento como o “maior programa ambiental do mundo”, ao buscar água potável para mais de 100 milhões de pessoas, esgoto para 35 milhões de pessoas e com meta de zerar os lixões a céu aberto.

Em entrevista ao portal do MDR, Maranhão analisa os impactos do novo marco legal para o setor e para a população. Confira!

Para o secretário nacional, isso ocorre porque, além de salvar vidas que poderiam se perder em decorrência de doenças originadas pela falta de serviços essenciais – tratamento de água e esgoto, coleta e destinação adequada do lixo –, investir em saneamento ajuda a melhorar a área ambiental, com ganhos para o meio ambiente urbano, que é a despoluição de rios e mares. No Brasil, cerca de 115 mil quilômetros de rios têm águas comprometidas.

Além disso, segundo Maranhão, até novembro foram contratados 25 novos empreendimentos de saneamento, representando R$ 325,1 milhões em investimentos federais no setor. Estima-se que esses novos empreendimentos vão gerar cerca de 16,4 mil empregos diretos, indiretos ou induzidos.

A meta do novo Marco Legal do Saneamento é garantir o atendimento de 99% da população com água potável e de 90% com tratamento e coleta de esgoto até 2033.

(Com informações do MDR. Foto: Dênio Simões/MDR)

Agenda COINFRA

COINFRA Agenda

Maio, 2022

may, 2022

mayo, 2022

-->
X