Logo da CBIC
20/07/2021

Educação é a área com mais obras paradas no país, diz presidente do TCU-RO

A Comissão de Infraestrutura da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (Coinfra/CBIC) promoveu nesta terça-feira (20) o evento “O Labirinto das Obras Públicas”. O foco desta edição foi o estado de Rondônia. Durante o encontro, o presidente do Tribunal de Contas do Estado de RO, Paulo Curi Neto, afirmou que a educação é a área que mais tem obras paradas no Brasil.

Segundo o presidente da Coinfra/CBIC, Carlos Eduardo Lima Jorge, a maioria dos municípios brasileiros depende de transferência de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para execução de escolas. “O último desembolso que o órgão fez para os municípios foi em agosto de 2020. Os contratos paralisaram sem a transferência de recursos federais e a gente verifica a paralisia de inúmeras escolas no país. Ou seja, contratou sem ter recursos assegurados. Realmente é um problema que a gente precisa enfrentar de frente”, disse.

Para Paulo Curi Neto, a questão trazida pelo evento é importante. “É de gigantesca relevância para o nosso estado, para os nossos cidadãos. Nós temos a clara concepção de que estamos realmente em um labirinto, ainda sem encontrar saída, no que toca as obras públicas. Elas são caríssimas, de baixa qualidade, lentas, suscetíveis a fraude e corrupção, muitas delas sequer chegam à conclusão. Nós temos um acervo importante e muito relevante de obras paradas, que nem sempre, quando concluídas, atendem a finalidade que justificou a sua realização”, afirmou.

O evento também contou com uma palestra sobre “Propostas Metodológicas ao Labirinto das Obras Públicas”, com o perito judicial e especialista em Gestão Pública, Insper/SP, José Eduardo Guidi. A apresentação mostrou o panorama brasileiro e as normas de boas práticas de governança, como a Portaria publicada nesta segunda-feira (19) pelo Ministério da Economia, que dispõe sobre a governança das contratações públicas no âmbito da Administração Pública federal direta, autárquica e fundacional. Veja a apresentação.

De acordo com o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), do Sindicato da Indústria da Construção Civil e do Mobiliário de Porto Velho (Sinduscon-PVH) e diretor da Agência de Desenvolvimento da prefeitura municipal, Marcelo Thomé da Silva de Almeida, a iniciativa da CBIC é oportuna e adequada diante do papel econômico da construção. “Em especial, para a gente encontrar novos caminhos, melhorar o ambiente de negócios no estado de Rondônia, a fim de ativar ainda mais a economia através da construção civil, tão necessária no momento pós-pandemia. A construção representa uma parcela significativa da geração de riqueza em todo o país e é intensiva geradora de mão de obra, o que é responsável por ativar 17 outros setores econômicos”.

Já o presidente do Sinicon-RO, Alan Gurgel, externou sua satisfação em fazer parte do projeto. “É um importante passo na direção de melhor compreendermos e discutirmos a relação público-privada, ponto vital para o nosso desenvolvimento. Acreditamos que melhorias só acontecerão ao enfrentarmos de maneira racional os problemas que nos afligem”.

O presidente do Sinduscon-RO, Emerson Fidel Campos Araújo, considerou essa discussão profícua. “A questão do labirinto das obras públicas é um dos entraves no desenvolvimento, não só para nosso estado, como para todo o Brasil.”

Com a correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o evento de Rondônia marcou o início ao segundo Ciclo de Debates Regionais para estimular o diálogo entre empresários, representantes do Controle e contratantes de obras públicas. O objetivo é visitar todos os estados do Brasil e contribuir para conhecer e buscar superar os entraves de cada região.

Assista ao evento na íntegra

Também participaram:

  • Hildon Chaves, prefeito de Porto Velho-RO
  • Engenheiro Glauco Omar Cella (Madecon Engª e Participações)
  • Ricardo Moreira (Diretor-Geral do Grupo Marok)
  • Diego Andrade Lage (Secretário de Obras de Porto Velho-RO)
  • Conselheiro Paulo Curi Neto (Presidente do TCE-RO)
  • Maxwel Mota de Andrade (Procurador Geral do Estado de Rondônia)
  • Fernando Vernalha (Doutor em Direito e sócio do escritório Vernalha Guimarães e Pereira Advogados)

A realização do evento é uma iniciativa conjunta da Coinfra/CBIC com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de Rondônia (Sinduscon-RO), Sindicato da Indústria da Construção Civil e do Mobiliário de Porto Velho (Sinduscon-PVH) e Sindicato das Indústrias da Construção Pesada do Estado de Rondônia (Sinicon/RO).

O assunto tem interface com o projeto “Melhoria da competitividade e da Segurança Jurídica para Ampliação de Mercado na Infraestrutura” da Coinfra/CBIC, em correalização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

COMPARTILHE!

Agenda COINFRA

Setembro, 2021

Dom

Seg

Ter

Qua

Qui

Sex

Sab

-

-

-

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

Nenhum evento

-->
yabancı film izle meme büyütme Tekne Kiralama betboo karın germe vaporesso elektronik sigara perabet giris sultanbet casinoslot bahisnow tipobet onwin giriş Marsbahis sekabet kolaybet betpark bonus veren siteler deneme bonusu veren siteler yabancı forex siteleri güvenilir casino siteleri canlı casino 1xbet giriş kumar rulet maksibet Estetik Ankara özel kurtaj 1xbet giriş retrobet vdcasino vdcasino giriş bonus veren siteler vdcasino sorunsuz giriş vdcasino yeni giriş betpark giriş betgaranti kolaybet escort istanbul istanbul escort bayan gaziantep escort diyarbakır escort beylikdüzü escort
X