Logo da CBIC
16/04/2018

Plano Nacional de Logística, em consulta pública, será tema de painel no 90º Enic

Em consulta pública até a próxima sexta-feira, dia 20 de abril, o Plano Nacional de Logística (PNL) do governo federal será um dos temas discutidos no 90º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), em Florianópolis (SC). O evento de três dias – 16 a 18 de maio – abrirá espaço para a temática na sexta-feira, às 14h, dentro da programação da Comissão de Infraestrutura (COP) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). O presidente da Empresa de Planejamento e Logística S.A. (EPL), José Carlos Medaglia Filho, será o responsável por apresentar o PNL e fazer um panorama das soluções de infraestrutura de transportes constantes no Plano.

O PNL é resultado do trabalho realizado pela EPL, que utilizou o banco de dados mais completo de setor de transportes para traçar um diagnóstico da logística brasileira e prever os empreendimentos necessários para otimizar a infraestrutura de transportes no Brasil até 2025. A empresa, vinculada à Secretaria do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), simulou a movimentação de cargas na infraestrutura atual, somada aos empreendimentos previstos no Programa Avançar Parcerias, a fim de identificar os pontos problemáticos e propor soluções.

“O Plano desde já traz elementos para tomada de decisão sobre investimentos, mas também é um legado para as próximas administrações federais que deverão definir futuras concessões, parcerias público-privadas e prioridades na aplicação do orçamento”, afirma José Carlos Medaglia Filho, diretor-presidente da EPL.

A temática foi escalada para o 90º Enic por ser de interesse para o projeto “Melhoria da competitividade e ampliação de mercado na infraestrutura” da COP/CBIC, em correalização com o Senai Nacional. Ao integrar o tema à programação técnica do 90º Enic, a COP tem por objetivo sinalizar para o setor quais caminhos nortearão o desenvolvimento da infraestrutura nacional nos próximos anos, em sua maioria dependentes do capital privado.

“O Brasil se ressente de planejamento de médio e longo prazos. Mesmo os projetos até hoje apresentados pelo PPI são remanescentes de administrações anteriores. O mérito do PNL é o de buscar maior eficiência e viabilidade nos projetos, com uma visão ampla de funcionalidade entre os diversos modais. Para o setor de infraestrutura, isso é fundamental para garantir viabilidade econômica e a atração de parceiros investidores”, destaca Carlos Eduardo Lima Jorge, presidente da COP.

O material para consulta nacional e os procedimentos para envio das contribuições estão disponíveis no site da EPL. O resultado do trabalho possibilitará a avaliação dos benefícios decorrentes dos investimentos em infraestrutura de transportes e da melhor maneira de realizá-los.

(Com informações da EPL)

Agenda COINFRA

Agosto, 2022

X